ESTADO

Verão 2017: bombeiros fiscalizam 18 praias potiguares

Foto: Valéria Lima/MH
03 Jan
11:04 2017
A+   a-
Da redação
O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), por meio do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), durante todo o período da alta estação, que se estende até o dia 1º de março, atuará com um efetivo extra de mais de 50 militares, distribuídos do Litoral Norte ao Sul.

Durante este período, a expectativa é que os Bombeiros atuem em 18 praias, entre a Região Metropolitana e o interior do Estado.

Desde o último final de semana, os guarda-vidas já estão nos locais de banho e de maior concentração de veranistas dando orientações sobre os cuidados no mar, para evitar afogamentos e outras situações de perigo à vida.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, coronel Sócrates Vieira de Mendonça Júnior, explica que a distribuição do efetivo e escolha dos locais de atuação levou em consideração alguns indicadores, como estatísticas das ocorrências, localização geográfica para o pronto emprego e atendimento, periculosidade e fluxo populacional (quantidade de banhistas), e garantiu que tanto a população quanto os turistas estão seguros, se seguir as dicas de segurança.

“A Operação Verão terá o objetivo de realizar atividades de orientação e prevenção aos banhistas na orla, atividades e resgate, busca e salvamento em meio aquático, e atividades auxiliares de socorros de urgência e atendimento de emergência pré-hospitalar às vítimas em meio líquido, obedecendo os protocolos de salvamento”, explica o coronel Sócrates Mendonça.

Os militares trabalharão de forma preventiva com a sinalização da orla com bandeiras de advertência aos banhistas nos locais com maior fluxo e que apresentem correntes de retorno; distribuição de pulseiras de identificação para crianças, momento em que os guarda-vidas prestarão orientações aos pais sobre as condutas de segurança no meio aquático bem como alertá-lo sobre os riscos de acidentes aquáticos caso não haja a devida atenção com as crianças; e a distribuição de folders educativos com dicas de segurança e condutas a serem adotadas para um lazer seguro nas praias, numa linguagem acessível.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS