ESPORTE

Márcio Mossoró quer o esporte como ferramenta de redução da violência em Mossoró

03 Jan
19:57 2017
A+   a-
Da redação
O futebol é uma ferramenta importante para afastar os jovens do mundo do crime. E a criminalidade cresceu de forma assustadora nos últimos dez anos. Um dos caminhos para afastar os jovens do mundo do crime, é incentivá-los a práticas esportivas. “E por que não o futebol, que é a paixão de milhões de brasileiros?”, pergunta o jogador Márcio Mossoró, que atualmente joga no Istanbul Basaksehir, da Turquia.

O mossoroense também aponta que o futebol da cidade precisa crescer e esse crescimento trará muitos benefícios para o município. Para Márcio Mossoró, o esporte forte termina por fortalecer a imagem do município em outras regiões e até fora do País e não a imagem de cidade violenta, como estão se propagando nos dias atuais. "Isto muito me preocupa", destaca o jogador.

"Eu acho que [o futebol] é o que faz com que a cidade cresça e todos se envolvam, pois hoje estamos falando de Mossoró, falando de uma cidade muito violenta, sem segurança, sem saúde", relatou o jogador. Márcio Mossoró afirma que o futebol é um atrativo e que a partir do desenvolvimento do esporte, a cidade será bem vista lá fora.

"Quando o esporte for mais atrativo que a bandidagem, do que assalto, do que traficante solto pela rua, é aí que Mossoró vai começar a crescer, juntamente com outras áreas", destacou o jogador, que faz planos de jogar por mais 3 ou 4 anos, sendo que boa tarde deste tempo no futebol europeu, onde atua com destaque.

O futebol, segundo Márcio, também pode atuar como ferramenta para tirar crianças e jovens do mundo do crime. "A gente vê pelo mundo afora que quando as pessoas vivem com o futebol esquecem drogas, esquecem outras coisas, que se ocupam pensando no futebol, aí vamos tirar o foco dessa violência toda que se encontra Mossoró", conclui.

Baraúnas

Questionado sobre o retorno ao Brasil, o jogador afirma que está bem na Turquia, mas que não há como prevê o dia de amanhã. Ele também não descartou a possibilidade de um dia assumir a presidência do Baraúna, por quem ele torce assumidamente.

"Nunca escondi o meu amor pelo Baraúnas, atualmente estamos ajudando da melhor maneira possível, para que o futebol, não só do Baraúnas, mas o mossoroense, cresça. Lógico que se no futuro, se for pra acontecer, para a gente assumir uma presidência, minha  preferência é pelo Baraúnas".

Turquia

Márcio Mossoró afirma estar bem jogando na Turquia, mesmo com a preocupação por conta do terrorismo que afeta o país, tanto em função da guerra civil na Síria, que fica do lado, a tensão na Rússia, que fica do outro lado, e também em função de problemas políticos e militares internos.

"A gente entrega a Deus, pede proteção, como ele tem nos protegido sempre, pedimos que um dia chegue ao fim, muita coisa por trás acontece, politicamente falando, quando se é só um ataque terrorista, essas coisas de homem-bomba já vem de outro país, mas quando se tá dentro do país e acontece essas coisas militares, aí a coisa é mais preocupante, a gente nunca sabe quando e onde vai acontecer", comentou.

O jogador tem contrato com o time turco por mais seis meses, mais um ano de opção. "Estamos vendo outras possibilidades que podem acontecer. Tenho muita vontade de voltar a Portugal, tenho vontade de voltar ao Brasil também, mas por enquanto não há nada certo", finaliza.
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS