MOSSORÓ

Estudantes de Mossoró criam app que auxilia crianças autistas e são destaque nacional

Foto: Assecom/UFERSA
10 Jan
13:57 2017
A+   a-
Da redação

O olhar atento da estudante Luiza Morais de Medeiros, mestranda em Ecologia pela Ufersa, pode levá-la, junto com mais dois colegas, à cidade americana do Vale do Silício. Enquanto membro de uma Organização Não Governamental (ONG), Luiza visitou uma família que se desdobra na assistência a três gêmeos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista.

Tempos depois, o Campus Mobile abriu chamada para a quinta edição de um dos maiores programas nacional de competição universitária na área de desenvolvimento de aplicativos.

Dentro desse contexto, Luiza se juntou aos estudantes Luana Carla de Andrade, do curso de Engenharia Mecânica, e Derycly Douglas Eufrásio Galdino, de Engenharia de Produção para elaborarem o aplicativo EduAuti, um produto para dispositivos móveis que promova e aprimore a aprendizagem dentro e fora da escola a partir do desenvolvimento da oralidade em crianças com autismo.

A ideia do coletivo de estudantes da Ufersa está na fase de desenvolvimento e já evidencia força na competição. Das mais de 800 propostas enviadas ao Campus Mobile, o EduAuti está entre os 53 projetos selecionados e o único do Rio Grande do Norte na categoria Educação.

Agora, desde a primeira semana de janeiro, a equipe recebe suporte virtual dos tutores da competição para o desenvolvimento da ideia. Essa fase prepara para a Semana Presencial em São Paulo que acontecerá no começo de fevereiro.

Os três primeiros colocados nas três categorias (Educação, Facilidades e Jogos) serão avaliados e terão que atingir metas. A equipe com o melhor projeto em cada uma das áreas será contemplada com uma Viagem de Imersão, que inclui o Vale do Silício.

O Programa Campus Mobile é uma iniciativa do Instituto NET Claro Embratel, em parceria com a Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI – TEC), e com o apoio do Laboratório de Sistemas Integráveis da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (LSI-USP).

A parceria tem por objetivo identificar, estimular e contribuir para a formação de jovens talentos universitários para atuação no desenvolvimento de conteúdos e novos serviços de telefonia móvel e contribuir para o desenvolvimento social do Brasil.

A organização custeará a hospedagem, a alimentação e o transporte dentro da cidade de São Paulo aos participantes. Na fase de Desenvolvimento dos Projetos será determinado a cada projeto um tutor e serão oferecidas palestras online e um Ambiente Virtual de Aprendizagem, onde poderão interagir com outros participantes, especialistas e desenvolver seus projetos com a ajuda do tutor.

Durante a Semana Presencial, os estudantes vinculados aos projetos selecionados participarão de atividades de formação e imersão na cidade de São Paulo e, ao final da semana, apresentarão seus projetos a uma Banca Avaliadora, que selecionará os três melhores de cada categoria para seguirem na competição.

Com informações Ufersa 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS