MOSSORÓ

Rosalba confirma que salários atrasados serão parcelados

Foto: Maricelio Almeida/MH
11 Jan
10:33 2017
A+   a-
Da redação
A prefeita Rosalba Ciarlini confirmou, em entrevista à imprensa no Aeroporto Dix-sept Rosado, na manhã desta quarta-feira, 11, que os salários em aberto dos servidores municipais (parte de novembro e dezembro em sua totalidade) serão parcelados. A gestora não soube informar, no entanto, em quantas parcelas serão pagos. 

De acordo com a Rosalba, o Município ainda aguarda a finalização do levantamento da situação financeira para definir como e quando esses pagamentos serão feitos. Sobre os salários de janeiro, a prefeita informou que não é possível afirmar que o pagamento será feito dentro do mês trabalhado. “Não adiante a gente ficar especulando, criando falsas ilusões, vamos ser realistas”, respondeu ao ser questionada sobre o assunto.

“Nós estamos vendo tudo isso, esperando ver o montante geral e a receita de janeiro, que já começamos com uma notícia não muito boa, com a primeira parcela do FPM ficando apenas R$ 55 mil de saldo para o Município. A partir do dia 20 teremos uma noção melhor da receita, pra uma folha de quase R$ 20 milhões ainda temos que juntar muito dinheiro para poder garantir o mês de janeiro e ver como vamos conseguir parcelar e pagar todo esse débito que existe com pessoal, que ainda tem os terceirizados, que estão com um atraso muito grande”, disse.

Ainda segundo a prefeita, o parcelamento de salários atrasados já aconteceu durante o início da sua segunda gestão. “Nós encontramos os salários dos funcionários atrasados seis meses e conseguimos fazer uma engenharia econômica pagando o salário do mês e ao mesmo tempo pagando parte dos meses atrasados, em quatro, cinco meses estava tudo em dia”, comentou.

Nomeações

Rosalba também falou sobre as nomeações para o segundo e terceiro escalão do seu governo. Ela garantiu que apenas cargos essenciais e imprescindíveis serão ocupados neste primeiro momento. “Nós estamos fazendo ainda um levantamento, já foi anunciado que vamos nomear apenas 50% do total de cargos existentes. Os diretores de escolas serão nomeados para a abertura das aulas, que é a partir de fevereiro”, disse.

Questionada se enviará para a Câmara Municipal um Projeto de Lei extinguindo em definitivo 50% do total de cargos comissionados, Rosalba respondeu que “tudo será feito no seu tempo”. “A primeira medida é não nomear, não vamos esperar que a Câmara reabra (para enviar Projeto), tudo no seu tempo, nós estamos trabalhando fazendo todo o tipo de economia”, concluiu.
 
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS