MOSSORÓ

“Tudo que eu fizer por Mossoró será pouco”, diz Robinson Faria ao entregar reforma do Aeroporto

Foto: Maricelio Almeida/MH
11 Jan
10:53 2017
A+   a-
Da redação
Passados exatos 10 meses desde de sua última agenda administrativa em Mossoró, o governador Robinson Faria desembarcou na cidade, onde permanecerá ao longo dos próximos dias cumprindo uma extensa programação, iniciada com a entrega da reforma do Aeroporto Dix-sept Rosado, cujo investimento foi de aproximadamente R$ 1 milhão.

Em sua fala durante a entrega da obra, o chefe do Executivo estadual relembrou os esforços da gestão para que as adequações fossem finalizadas e o trabalho que viabilizou o anúncio da retomada de voos comerciais em Mossoró.



“Quando me elegi, fui com o secretário de Turismo Rui Gaspar a São Paulo visitar as companhias aéreas. Estivemos na Azul, onde o presidente foi logo perguntando porque o Estado não dava redução no ICMS do querosene da aviação. Cobrei como contrapartida o aumento dos voos comerciais para o RN e um para Mossoró. Hoje estamos aqui, em uma parceria com a Prefeitura, entregando o novo terminal de passageiros e anunciando a chegada do voo que vai fomentar o turismo, o polo Costa Branca, a atividade empresarial, atividades comerciais”, destacou.

Robinson ainda voltou a afirmar que Mossoró foi fundamental para sua vitória no pleito estadual de 2016. “Eu não vim aqui fazer política, vim para trabalhar pela cidade e pelo povo de Mossoró. Minha presença nesses três dias é administrativa. Não me elegi governador para chegar aqui e colocar culpa na crise. Vamos passar três dias entregando obras ao povo, que não precisa agradecer ao governador, eu é que sou devedor ao povo de Mossoró, se eu não fiz mais, é porque não pude, mas tudo que eu fizer por Mossoró será pouco, porque Mossoró foi uma cidade fundamental para que eu pudesse ser hoje governador”, pontuou.

Reforma
 
A reforma contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, Infraero e empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala Vip e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, mais a pintura do prédio. O valor do investimento no aeroporto foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do governo. - See more at: http://rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=137896&ACT=&PAGE=0&PARM=&LBL=ACERVO+DE+MAT%C9RIAS#sthash.sGpBGKqt.dpuf
A reforma contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, Infraero e empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala Vip e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, mais a pintura do prédio. O valor do investimento no aeroporto foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do governo. - See more at: http://rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=137896&ACT=&PAGE=0&PARM=&LBL=ACERVO+DE+MAT%C9RIAS#sthash.sGpBGKqt.dpuf
A reforma contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, Infraero e empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala Vip e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, mais a pintura do prédio. O valor do investimento no aeroporto foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do governo. - See more at: http://rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=137896&ACT=&PAGE=0&PARM=&LBL=ACERVO+DE+MAT%C9RIAS#sthash.sGpBGKqt.dpuf
A reforma no Aeroporto contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, Infraero e empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala Vip e banheiros. No Anexo do Aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, mais a pintura do prédio.

“O mérito é dele e de mais ninguém”, afirma diretor do DER

O diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), general Jorge Fraxe, fez um discurso forte durante a entrega da reforma do Aeroporto Dix-sept Rosado. Ele afirmou que após assumir a cargo, no início do governo Robinson, encontrou o equipamento abandonado e que se hoje as adequações estão concluídas, possibilitando a retomada de voos comerciais, o mérito é do governador.



“Ao assumir o DER, no início do governo Robinson, ele e eu nos indignamos com o abandono desse Aeroporto, que estava depredado, vasos sanitários destruídos, vidros quebrados, cercas destruídas, cavalos pastando no meio da pista. Consequência: a ANAC embargou as operações de pouso e decolagem. Aí veio a coragem do governador Robinson, não estou aqui para agradar ninguém, mas para dizer a verdade, se não fosse ele, governando sem dinheiro, não estaríamos aqui com essa pintura nova, piso novo, 12 vasos sanitários novos, cinco quilômetros de tela feitos. O mérito é dele, não é meu nem de mais ninguém, esse é o dever de justiça que faço perante todos os senhores, não posso me omitir”, frisou.

Voos comerciais

O secretário de Turismo, Rui Gaspar, também relembrou os esforços do Governo do Estado para que Mossoró pudesse voltar a ter voos comerciais. “Com muita alegria e satisfação eu estou aqui hoje, porque quando o governador Robinson Faria me escolheu para ser secretário, uma das missões foi colocar um voo aqui em Mossoró. Uma das primeiras atitudes que a gente tomou, foi no dia 6 de fevereiro de 2015 ir visitar todas as companhias aéreas, inclusive a Azul, cujo presidente fez algumas reivindicações necessárias para que tivéssemos esse sonho realizado”, disse.



As principais reivindicações apresentadas pela companhia aérea foram a reforma do Aeroporto e a redução do ICMS do querosene da aviação. “No dia 26 de fevereiro, o querosene foi reduzido de 17% para 12%. Passamos a negociar diretamente com o presidente da Azul, fomos diversas vezes a São Paulo, e sempre tinha essa pendência do Aeroporto, hoje graças a Deus estamos vendo o resultado. No dia 12 de abril a Azul começa a operar. Vai facilitar a vinda de mais turistas para a região, que poderão visitar praias belíssimas, o Parque Furna Feia, a Casa de Pedra em Martins, o Lajedo de Soledade em Apodi”, finalizou o secretário.


 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS