MOSSORÓ

UBS do bairro Vingt Rosado é fechada com corrente e cadeado pela proprietária do prédio

19 Abr
07:59 2017
A+   a-
Da redação
A proprietária da casa onde funciona a Unidade de Básica de Saúde do Conjunto Vingt Rosado, Maria Selma Salas de Oliveira Santos, seguiu o exemplo do proprietário da Escola Municipal do Sumaré: passou uma corrente com cadeado no portão de acesso a casa.
 
Os servidores chegaram para trabalhar no início da manhã desta quarta-feira, 19, e fica na parte externa. Maria Selma conta que foi várias vezes na Prefeitura e na última, no início desta semana, comunicou que ia fechar o acesso ao prédio se o pagamento não fosse realizado.

Os pacientes estão sendo direcionados para outras UBS e também UPAs, todas lotadas e com servidores com alto nível de stress, devido as condições precárias de trabalho. Falta materal básico de trabalho.
 
Ao MOSSORÓ HOJE, Maria Selma contou que existe 14 meses em atraso no aluguel, sendo dez do período de gestão de Francisco José Junior e quatro meses já no período de gestão de Rosalba Ciarlini Rosado. “Já fiz de tudo para eles pagarem e não pagaram”, reclama.
 
O contrato de aluguel da casa para a Prefeitura instalar a UBS é de R$ 800,00. Está no nome de José Moacir Pereira Santos, ex-marido de Maria Selma. Ela contou que o aluguel faz parte ou deveria fazer parte da renda familiar e quando não recebe, fica em dificuldades.
 
Sobre o ato de acorrentar a entrada da casa, Maria Selma reconhece que é um ato extremo, mas não tem outra saída, considerando que não vê na administração de Rosalba Ciarlini interesse em agilizar o contrato do prédio. “Todo dia pedem mais documentos”, diz.
 
“Assim que for liberado o pagamento, estaremos abrindo a casa para o funcionamento da UBS. Lamento muito isto, pois não queremos, mas for apenas este o caminho para ser agilizado estes pagamentos, não me restou escolha a não ser fechar a casa”, finaliza.

A respeito do fato, a Prefeitura de Mossoró informou:

"O Município está regularizando a situação do imóvel locado que abriga a UBS Mário Lúcio de Medeiros, localizada no bairro Alto da Pelonha. A Secretaria de Saúde está finalizando o contrato e em breve vai efetuar o pagamento dos valores em atraso. A Prefeitura informa que está cumprindo todos os trâmites burocráticos e que a situação encontrada era de ausência de cobertura contratual, verificada desde agosto de 2016. A proprietária do imóvel está ciente da situação e do interesse do Município em resolver o problema o mais rápido possível."
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS