MOSSORÓ

Quatro meses sem manutenção deixa cartões postais de Mossoró com fedentina

Foto: Valéria Lima/MH
02 Mai
15:21 2017
A+   a-
Da redação
Água esverdeada, lama, poças de água, coletores de lixo cheios, além de sujeira espalhada pelo chão. O cenário descrito, que mais parece de um local abandonado, é a atual realidade das praças Bento Praxedes (Praça do Codó) e Vigário Antônio Joaquim (Praça da Catedral), localizadas no Centro de Mossoró. O retrato do abandono! 

Há cerca de três meses, as praças citadas não recebem manutenção e, por ações do homem e da natureza, retratam hoje a imundície.

As praças, que seriam para enfeitar e divertir o ambiente da cidade, parecem locais abandonados. No período de tempo registrado pelo MOSSORÓ HOJE, durante a tarde da sexta-feira (28), somente flanelinhas usaram a praça para sentar-se. 

"Faz é tempo que ninguém passa aqui nem pra tirar o lixo", gritou um flanelinha lá na praça do Codó. 

Na praça da Catedral, os pombos, antigos moradores do Teatro Lauro da Escóssia, são fieis frequentadores. Somente eles usam a praça para passear e tomar banho numa mangueira.

A Prefeitua Municipal de Mossoró informou, por meio de nota, que em 30 dias iniciará trabalho de recuperação das praças. 

"A ação consiste em limpeza e recuperação de fontes e tem caráter emergencial", informou o texto.

VEJA FOTOS





















MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS