MOSSORÓ

Empresa contratada para montagem de estruturas na Estação só tem dois anos e meio de mercado

16 Jun
21:22 2017
A+   a-
Da redação
A empresa responsável pela montagem de estrutura de arenas, arquibancadas, estruturas diversas, camarotes, palcos, depósitos de apoio, halls de acesso, iluminação e cabines sanitárias na Estação das Artes e no Circo do Forró, a D K Monteiro Coelho Produções e Eventos Eireli, só tem dois anos e meio de experiência no mercado.

Pesquisa feita pelo MOSSORÓ HOJE no site da Receita Federal mostra que a empresa, com sede em Tururu, no Ceará, foi aberta no dia 5 de dezembro de 2014. A pouca experiência, aliada ao prazo curto para montagem das estruturas, podem ser a explicação para os problemas que estão surgindo na Estação das Artes, agravados nesta sexta, 16, com o desabamento de parte de uma estrutura instalada na lateral do camarote institucional, deixando uma mulher ferida.

O major Antônio Queiroz, comandante do Corpo de Bombeiros em Mossoró, já havia classificado a estrutura como a pior que ele já tinha visto. “Fazendo uma analogia, é como se tivesse caído de uma Hilux para um Fusca, como se tivessem feito um desenho e entregue para uma criança executar. Um processo muito amador, a gente faz perguntas e o pessoal não sabe nem o que estamos perguntando”, afirmou.
 
Em sua coluna no Blog do jornalista Carlos Santos, o ex-editor e diretor do jornal Página Certa, Carlos Eduardo, revelou que a D K Monteiro Coelho Produções e Eventos foi desclassificada em processo licitatório realizado no município de Eusébio, Ceará, após diligências comprovaram que a empresa não tinha condições pra executar o objeto da licitação.
 
Pagamento

Em Mossoró, a D K já recebeu da Prefeitura R$ 80 mil de um total de R$ 238.700,00 contratados, conforme revela o Portal da Transparência:


 
 
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS