POLÍCIA

Mossoró registra três mortes a tiros e uma vítima de bala perdida na noite deste domingo, 16

16 Jul
19:56 2017
A+   a-
Da redação
O município de Mossoró registrou na noite deste domingo, 16, três crimes de homicídio, chegando a 135 ocorrências do tipo. O primeiro crime aconteceu no bairro Paredões; em seguida, um duplo homicídio foi registrado na Favela do Fio. Uma pessoa também foi baleada.

No bairro Paredões, o crime aconteceu na Rua Anatália de Melo Alves. A vítima foi identificada como Marcelo Robson dos Santos. 

Segundo informações, a vítima estava dentro de casa, quando dois homens em uma motocicleta chegaram na residência e chamaram por Marcelo, que saiu e foi alvejado. A vítima ainda chegou a ser socorrida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu aos ferimentos. Não há informações sobre os atiradores ou motivação para o crime. 

Na Favela do Fio, dois foram mortos e um idoso de 50 anos foi vítima de bala perdida. Ele está sendo socorrido pelo Samu para o hospital regional. Conforme áudios compartilhados através WhasApp por moradores, os atiradores mandaram todos a população entrar para dentro de suas casas. Eles relataram ter ouvido cerca de 40 tiros seguidos.

Uma das vítimas que tombou morta no local é Marcelo Martins da Silva (foto abaixo), que já esteve preso no Presídio Federal de Mossoró e também de Alcaçuz. Ele seria o terceiro no comando do PCC, que está em guerra com o comando do Sindicato do RN ou Sindicato do crime. 

As testemunhas relataram que os dois atiradores chegaram de repente, surpreendendo os demais que estavam no local. Seria uma guerra de Facções. O Sindicato do RN estaria retomando o controle da Favela do Fio, que havia perdido para o PCC, que seria comandado em Mossoró por Marcelo Martins.

Após o intenso tiroteio entre as duas facções, os policiais localizaram primeiro o corpo de Marcelo Martins na Rua José Malaquias de Oliveira. Em seguida, cerca de 300 metros, na Rua Maria Nunes da Silva, os policiais encontraram o corpo de Paulo Mendes Rodrigues da Costa.

No mesmo tiroteio, um senhor de 50 anos terminou atingido no braço por uma bala perdida, dentro de casa. Foi socorrido pelo SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Não corre risco de morte.

Os policiais apuraram no local que Marcelo Martins foi executado por liderar o PCC e Paulo Mendes, conhecido por Paulo Pedreiro, por ter dado informações aos inimigos dos atiradores. Inclusive ele havia sido expulso da comunidade.

Os dois óbitos foram confirmados pelo SAMU acompanhado pela Policia Militar, que isolou o local até a chegada da Polícia Civil, para iniciar as investigações. O ITEP, que havia sido remover um corpo em Patu, estava previsto de fazer a remoção dos dois corpos para exames durante a madrugada.

Com estes dois mortos por arma de fogo, o número de crimes desta natureza subiu para 135 este ano em Mossoró. Nos doze meses de 2016 foram 217 Condutas Violentas Letais e Intencionais.

O duplo homicidio será investigado em inquérito policial conduzido pela DHPP, de Mossoró.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS