POLÍCIA

Conselheiro tutelar desaparecido em Alexandria há 21 dias havia sido assassinado pelo namorado

17 Jul
06:20 2017
A+   a-
Da redação
O ex-seminarista e atual conselheiro tutelar Raphael Gonçalves, que estava desaparecido há 21 dias na cidade de Alexandria, teve seu corpo encontrado às 4h30 desta segunda-feira, 17, numa cova raza, medindo 48 centímetros, no Sítio Ilia, pela Polícia Civil.

O trabalho de investigação foi comandado pelos delegados Célio Fonseca e Aroldo Sales. Os policiais chegaram ao local onde estava o corpo, após prender assassino, Gustavo Gabriel, de 21 anos. Na prisão, o suspeito resolveu abrir o jogo.

O crime teria sido passional. Rafael Gonçalves e Gustavo Gabriel tinham um relacionamento. Namoravam. No caso, Gustavo teria arranjado uma namorada e Rafael Gonçalves não teria gostado e dito que iria tornar público o namoro deles.

Em seguida, o crime aconteceu. 

Investigação
Os delegados Célio Fonseca e Aroldo Sales inicialmente localizaram umas imagens mostrando Gustavo saindo com o Rafael. Depois destas imagens, os policiais juntaram informações sobre o relacionamento e pediram a Justiça a prisão temporária do suspeito, além de buscas na casa do suspeito.

Preso neste sábado, dia 15, Gustavo decidiu, na madrugada desta segunda-feira, mostrar o local onde estava o corpo, reduzindo assim o sofrimento da família e dos amigos, que fizeram forte campanha através da internet e do rádio na região procurando pelo conselheiro tutelar.

Ao desenterrar o corpo (estava em posição fetal), os policiais observaram que ele estava sem o braço esquerdo, não se sabe se foi subtraído por animais ou se decepado pelo assassino antes de enterra-lo. Os delegados devem relatar o caso a Justiça nos próximos dias.

Gustavo Gabriel, ao confessou o crime, tentou explicar o motivo, dizendo que foi agredido por Rafael Gonçalves e que agiu em legítima defesa. Ele vai aguardar decisão judicial no Centro de Detenção Provisória de Patu.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS