MOSSORÓ

Servidores do centro clínico e alunos protestam por segurança; "sentimento é de terror", afirma vereador

Foto: Reprodução/Facebook
11 Ago
13:17 2017
A+   a-
Da redação
Após o arrastão e tiroteio, ocorridos no Centro Clínico Evangélico em Mossoró na última segunda-feira, os funcionários da unidade e alunos da rede pública protestaram nesta sexta-feira (11) e pediram segurança na cidade. A movimentação foi acompanhada pelos vereadores Petras Vinícius e Raério Araújo. 

"No local ainda estão as marcas das balas e o sentimento é de terror", descreveu o vereador Petras. 

Leia mais
Assaltantes trocam de tiros com PM em centro clínico de Mossoró; um é preso e outro foge

Petras destacou que a sociedade mossoroense clama por segurança e cabe aos vereadores cobrar ao Governo do Estado e Prefeitura de Mossoró. "Cobramos do poder Executivo Municipal e Estadual as ações efetivas de Segurança, para que saiam do campo das promessas e garantam o direito à vida", afirmou o vereador.

O vereador Raério Araújo também faz um apelo: "Vamos colocar os guardas municipais nos prédios públicos, dá condições de trabalho a nossa segurança, seja ela municipal ou estadual". 

Na última segunda (07), uma dupla invadiu o centro clínico e assaltou pacientes e funcionários. Na ação, um policial que estava no local deu voz de prisão aos suspeitos, foi quando começou uma troca de tiros. A porta e parede da unidade ficaram com as marcas dos tiros. Um suspeito foi preso e outro conseguiu fugir.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS