MOSSORÓ

Prefeita de Mossoró expulsa donos de motinhas e carrinhos de brinquedo da Praça do Teatro Municipal

13 Ago
13:17 2017
A+   a-
Da redação
A prefeita Rosalba Ciarlini e a secretária Kátia Pinto, de Infraestrutura e Meio Ambiente da Prefeitura de Mossoró, alegando danos ao piso, expulsaram as pessoas que alugavam motinhas e carrinhos de brinquedos para crianças brincarem na praça do teatro.
 
Estranhamente, conforme Edivania Santos Silva, e vários outros ouvidos pelo MOSSORÓ HOJE, após retirar os carrinhos e motinhas elétricos, a prefeita Rosalba Ciarlini colocou mais de 20 carros veículos pensando toneladas em cima da praça para fazer propaganda política.

 “Os nossos carrinhos e motinhas elétricas não estragam piso. É a diversão das crianças com os pais nos finais de tarde, que neste dia dos país não vai existir”, explica Edivania Santos Silva, reclamando que pelo menos 20 pessoas perderam seu sustento com a decisão.
 
Edivania Santos Silva disse que Kátia Pinto lhe falou que estava retirando eles da praça do Teatro porque havia várias denúncias no Ministério Público Estadual. “Como é que um cidadão vai denunciar que tem crianças se divertindo numa praça?”, pergunta Edivânia Santos.

Os carrinhos de brinquedos para alugar é uma das poucas opção de lazer para pais e filhos em Mossoró, considerando que o Parque Municipal não está passando por manutenção e nem no Parque da Criança está funcionando.
 
Edivania Santos publicou um texto nas redes sociais pedindo ajuda aos vereadores e a sociedade para voltar a atuar, com seus carrinhos e motinhas elétricas na praça do teatro municipal.
 
Segue-o.
 
A Prefeita ROSALBA CIARLINI, e sua secretária KÁTIA PINTO do Meio Ambiente usam 2 pesos e 2 medidas. Isso mesmo! Alegando denúncias, e por se tratar de um espaço público não poderia ter comercio algum. Esquecem, que quem usufrui dos nossos brinquedos é a população.
E o pior infelizmente aconteceu. Retiraram todos os comerciantes, que trabalham na praça Cicero Dias, a praça do Teatro. Alegam que os brinquedos estão danificando o piso. Então Falamos que os brinquedos não sobem nas paredes, já que os granitos fixados nelas, estão caindo, em sua maioria. Falaram que só será feita esta fiscalização na praça do Teatro, nas demais não. Será 2 pesos e 2 medidas?.
Já Na cerimônia de entrega de 22 novas viaturas, a prefeitura com sua equipe tiveram a infelicidade e colocaram 16 viaturas, em cima da praça. Sendo nelas veículos tipo camionetas, Spins, entre outros modelos. Acredito que um carro destes, pesa muito mais que todos os brinquedos que ali, estiveram ao longo de 11 anos.
As famílias, que trabalham dignamente e honestamente, há pelo menos 11 anos, na praça Cicero Dias, conhecida como a praça do Teatro Dix-huit Rosado.
 As Famílias, que alugam brinquedos para todos que ali vão, procurar diversão para os seus filhos, sejam eles de classe média, alta e também a baixa, já que os valores são acessíveis. E todos os vendedores de pipocas, creps, cachorro quente.
Vem por meio desta, pedir a população que vão ali com as suas crianças e que são a favor da continuidade, das atividades que ali estiveram pelo longo de 11 anos, que se unam a nós, para fazermos um abaixo assinado, contra a prefeitura.
Onde a mesma no entardecer do dia 01 de agosto de 2017, enviou fiscais e a guarda municipal, para impedirem que todos, montassem os seus equipamentos, notificando a todos, e caso alguém coloque terá seus equipamentos apreendidos e multados.
Gente onde é que uma gestão desta quer chegar? Em momento crítico que vive o país, sem emprego, ai vem uma prefeitura e retira o sustento de 20 famílias, e o lazer de milhares de famílias em especial as crianças. No entardecer, e não procura uma solução, para nós que estávamos na praça do Teatro.
Atenção Vereadores, nos ajudem nesta luta, para solucionar nosso situação
Favor que puder nos ajudar com este abaixo assinado, poderá fazer contato com os telefones
(84) 99857-1255 wasp Edivânia
(84) 99910-4485 wasp  Conceição (ceiça)
NÃO VAMOS DESISTIR, ATÉ QUE SE RESOLVA A NOSSA SITUAÇÃO. QUEREMOS TRABALHAR, TEMOS COMPROMISSOS PARA PAGAR.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS