MOSSORÓ

Vereadores se solidarizam com professora arrastada no Grito dos Excluídos

12 Set
14:45 2017
A+   a-
Da redação
Em sessão desta terça-feira (12), os vereadores de Mossoró se solidarizaram com a professora da rede pública municipal Eliete Vieira, pelo tratamento recebido pela mesma durante o Grito dos Excluídos, no dia 7 de setembro. 

Leia mais
Gritos dos Excluídos diz que governo Rosalba age com truculência para amordaçar

Em nota, prefeitura diz que o Grito dos Excluídos fez "intromissão antidemocrática"

No desfile de 7 de setembro em Mossoró, servidora protesta por reajuste e é arrastada por guardas municipais

Vídeos gravados por populares mostraram guardas municipais segurando a servidora durante uma discussão com o secretário de segurança Elieser Girão. 

A vereadora Isolda Dantas, protestou contra o tratamento recebido pela professora. 

Segundo Isolda, Eliete foi brutalmente impedida por guardas municipais de realizar um protesto pacífico contra o reajuste dado pela prefeitura de Mossoró aos servidores municipais.

“O Grito dos Excluídos acontece todos os anos durante o desfile cívico. É um movimento da Igreja Católica, Movimentos Sociais, Pastorais e existe há 23 anos. O governo municipal passou dos limites impedindo a servidora de exercer seu direito ao protesto.  O responsável por esse ato deve ser denunciado.”, declarou Isolda.

O vereador Rondinelli Carlos (PMN) se solidarizou com a servidora e se mostrou preocupado com o ato ocorrido. “Esse tipo de repressão é preocupante, alarmante. Não podemos permitir isso. Somos uma democracia e todos tem o direito ao protesto.”, destacou.

Alex Moacir (PMDB) também se declarou contrário ao tratamento recebido por Eliete Vieira. “Tenho certeza absoluta que a prefeita Rosalba não fez nenhum pedido para que houvesse repressão. Vivemos em uma democracia e é importante ouvir as críticas.”, disse.

A vereadora e presidente da Câmara, Izabel Montenegro, se mostrou solidária à servidora. “Tenho certeza que nenhum vereador dessa Casa concorda com o que ocorreu.”. Isolda Dantas finalizou o discurso agradecendo a solidariedade dos vereadores sobre o ocorrido com a servidora Eliete.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS