POLÍCIA

Ex-vigilante bêbado vai buscar filhos adolescentes na casa da ex-mulher e atira na boca dela

25 Set
21:34 2017
A+   a-
Da redação
A dona de casa Dulcicleide Filgueira de Aquino, de 38 anos, residente na Alameda dos Cajueiros, foi baleado na boca, no início da noite desta segunda-feira, 25, pelo ex-marido, Francisco Marcondes Cardoso da Silva, de 39 anos, que foi dedito pela Guarda Municipal e conduzido a Delegacia de Plantão.

Crime aconteceu na Rua Alcivan de Lima, mesmo local que os guardas muncipais de Mossoró conseguiram localizar e prender o suspeito, ainda com a arma do crime. Ele apresentava ferimentos na boca e sinais de embriaguês e também foi levado para receber atendimento médico na UPA e depois para a delegacia.

Dulcicleide foi socorrida por familiares para a Unidade de Pronto Atendimento do Alto São Manoel e de lá levado pelo SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Quando estava sendo socorrida, contou aos socorristas que realmente havia sido o ex marido Marcondes que havia atirado na boca dela.

No HRTM, os enfermeiros relataram que o quadro de saúde de Dulci Cleide é estável. Não corre risco e morte.

A vítima tem dois filhos (um casal de adolescetes) com o acusado, de quem está separada havia algum tempo exatamente em função das agressões que sofria. Após a separaçao, Dulcicleide foi morar na casa dos pais. Apesar da separação, os dois mantiveram sociedade num bar e também de crediário.

Na Delegacia de Plantão, os agentes civis descobriram que Fracisco Marcondes já trabalhou como vigilante e que ja respondeu processo, com base na Lei Maria da Penha, por agressões a ex-mulher Dulcicleide Filgueira. Este processo foi extinto no dia 21 de fevereiro de 2017.

Os agentes descobriram também que Francisco Marcondes respondeu também por porte ilegal de armas. Aos policiais, Francisco Marcondes explicou que estava muito bêbado e que foi buscar os filhos para ficar com ele e lá a ex-mulher não entregou, ele teria ficado muito irritado e atirarado na boca da ex-mulher.

O delegado Waltair Camilo autuou Francisco Marcondes por porte ilegal de arma de fogo e por tentativa de homicídio contra a ex-mulher. Seguindo os tramites normais na Justiça, Francisco Marcondes deve ser julgamento por um conselho de sentença num Júri Popular.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS