POLÍCIA

Assaltante vai a júri nesta terça por ter matado o amigo que o dedurou

13 Nov
20:06 2017
A+   a-
Da redação
O Tribunal do Júri vai se reunir nesta terça-feira, 14, para decidir se condena ou absolve o montador de móveis Antônio José Soares, o Klebinho, de 24 anos, por ter matado o amigo Cristiano Bezerra de Aquino, por volta de meio noite do dia 3 de janeiro de 2012.

O crime aconteceu no Bairro Nova Vida (Favela das Malvinas), zona leste de Mossoró. Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual, Klebinho já tem condenação por assalto e outros crimes. E o que o levou a uma destas condenações foi o que motivou a morte de Cristiano.

Cristiano, quando menor de idade, pegou uma motocicleta emprestada com Klebinho. Ocorre que esta motocicleta era roubada e ele terminou preso. Klebinho queria que Cristiano, por ser menor, assumisse o crime de receptação de roubo, só que Cristiano não aceitou.

O entregou.

Klebinho terminou condenado e preso por este crime. Ao concluir a pena de prisão em regime fechado, logo no primeiro mês de livramento condicional, Klebinho procurou Cristiano com um revólver e o matou com um tiro e várias coronhadas no rosto da vítima.

Segundo apurou a Polícia, Klebinho não deu mais tiros na vítima porque não tinha mais bala. Na ocasião do crime, Klebinho estava na companhia do primo Rafael, que foi embora de Mossoró por medo de ser assassinado também. O réu mete medo até na família.

O Tribunal do Júri Popular desta terça-feira, 14, terá início às 8h, com o sorteio dos sete jurados pelo juiz presidente dos trabalhos, Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros.

O promotor de Justiça do caso será Ítalo Moreira Martins e o advogado de defesa será Diego Melo da Fonseca. Concluído os debates entre promotor e advogado, o Conselho de Sentença decide pela condenação ou absolvição em reunião em Sala Secreta.

Com o resultado da votação, o juiz presidente do TJP, elabora a sentença do réu, que, diante de sua periculosidade e por já ser condenado por outros crimes, está aguardando julgamento preso. Dependendo do resultado, pode ou não decretar a prisão preventiva. 

Outro homicidio

Entre outros crimes praticados por Clebinho, também consta homicídio, segundo relata os delegados Rafael Arraes e Liana Aragão, da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa, de Mossoró. 

Foi no dia 4 de outubro de 2014, no Trevo de acesso do bairro Santa Delmira. Klebinho matou Idalécio Bezerra de Paiva, na época com 16 anos, alegando, segundo ele, ter sido ameaçado.  Matou e não se escondeu. Foi na Polícia e confessou o crime.

Segue a ficha criminal do réu.

 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS