POLÍTICA

Tião Couto se fortalece com a chegada de Alckmin a presidência do PSDB

29 Nov
16:48 2017
A+   a-
Da redação
No próximo dia 9, em Brasília (DF), o governador Geraldo Alckmin, de São Paulo, vai assumir o comando do PSDB nacional, concretizando assim sua pré-candidatura a presidência da república em 2018.
 
Na ocasião da convenção nacional, o médico Geraldo Alckmin vai se reunir com os diretórios estaduais do PSDB, em especial do Nordeste, para definir os melhores quadros do partido para fomar o palanque próprio em cada estado.
 
Do Rio Grande do Norte, três nomes estarão na convenção que vai referendar Geraldo Alckmin na presidência do partido em Brasília: Tião Couto, de Mossoró; e Rogério Marinho e Ezequiel Ferreira, de Natal.
 
Sairá, desta reunião, a definição de Geraldo Alkmin, já condição de pré-candidato a presidente, de quem vai comandar o palanque do PSDB no RN. E quem ai comandar o palanque, será também o candidato a governador do partido.

Em Natal, os líderes dos tucanos Rogério Marinho e Ezequiel Ferreira estão pré dispostos a reforçar o nome de Carlos Eduardo, PDT, para governador. O PDT é partido de Ciro Gomes, também indicado para disputar a Presidência da República.
 
O nome do PSDB no RN que aposta numa candidatura própria e a formação de um palanque, até agora, é o empresário mossoroense Tião Couto, que não tem se entendido bem com as intenções de Rogério Marinho e Ezequiel Ferreira, de Natal. 
 
Na reunião com os diretórios estaduais, Geraldo Alkmin vai escolher para comandar seu palanque entre os nomes de Tião Couto, Rogério Marinho e Ezequiel Ferreira. Os dois de Natal estão envolvidos em escândalos por desvios de recursos.

Acusações de desvios de recursos públicos foi o que levou o senador Aécio Neves a perder o comando do PSDB. O partido tenta sobreviver, com nomes limpos, dentro de seus quadros, para disputar a Presidência e se fortalecer nos estados na próxima eleição.
 
O empresário Tião Couto, de Mossoró, além de ter o nome limpo na Justiça, já teve três reuniões com Geraldo Alkmin, em SP, de quem recebeu a informação de que ele tem o perfil que as lideranças nacionais do partido precisam para as eleições de 2018.

Tião Couto sai fortalecido com a chegada de Geraldo Alckmin a presidência do PSDB nacional.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS