POLÍCIA

Ciro diz que leu sentença de Lula duas vezes e não viu provas para condená-lo

Foto: Lúcio
05 Dez
17:47 2017
A+   a-
Da redação
O presidenciável Ciro Gomes, do PDT, que veio a Caraúbas e Mossoró ministrar palestras para professores e estudantes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), disse que leu duas vezes a sentença de 218 páginas assinada pelo juiz Sério Mouro, condenando Luis Inácio Lula da Silva, e não encontrou uma só prova que o condenasse. 

"Eu torço que ele seja absolvido em segunda instância”, disse Ciro Gomes em entrevista ao Jornal da Tarde, da Rádio Rural, apresentado pelo jornalista Saulo vale. Ciro Gomes explica que até considera que seja possível que Lula tivesse ao lado pessoas que cometeram crimes, mas não acredita em hipótese nenhuma que ele tenha se envolvido.

Inclusive, ao fazer a defesa do ex presidente, a quem já teceu duras críticas, Ciro Gomes, disse que o apartamento que estão acusando Lula de ter recebido como propina é “cafona”, assim como é “cafona”, segundo Ciro Gomes, a Praia de Guarujá, em São Paulo. Deixou a entender que se o apartamento é propina dada a um presidente, foi propina muito pequena.

Em Caraúbas, na tarde desta terça-feira, 5, no Campus da UFERSA, Ciro Gomes falou ministrou palestra por cerca de uma hora e passou cerca de 2 respondendo perguntas e fazendo comentários sobre a situação econômica do Brasil. O tema da palestra era uma pergunta: o Brasil tem jeito?. Na Rádio Rural, Ciro Gomes destacou que tem jeito sim.

Em Mossoró, a palestra, que já estão com todos os lugares ocupado, Ciro Gomes vai traçar o perfil do profissional que o mercado brasileiro vai precisar. A Palestra, que deve começar às 8h, está sendo organizada pelos estudantes e professores do Curso de Administração.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS