POLÍCIA

Acusados de matarem o servidor da UERN Hiroito Falcão serão julgados nesta quarta-feira, 6

05 Dez
19:29 2017
A+   a-
Da redação
Os acusados de matarem o servidor da UERN Hiroito Gonçalves Falcão, de 56 anos, no início da tarde do dia 3 de junho de 2017, no Abolição II, vão participar na tarde desta quarta-feira, 6, de audiência de instrução de julgamento no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró-RN.

Veja mais
Polícia Civil prende acusados de matarem Hiroito Falcão

Os acusados são:
Jefferson Batista Sousa Morais
Pedro Henrique da Silva
Ivonete Tintino da Silva
Michael Eduardo Rocha da Silva
Anderson Rocha de Oliveira


Pedro Henrique da Silva


Ivonete Tintino da Silva                                                               Jefferson Batista Sousa Morais


Anderson Rocha de Oliveira                                              Michael Eduado Rocha da Silva

O promotor de Justiça Ítalo Moreira Martins, que atua no caso, pediu a retirada do nome de Felipe Rodoldo da Silva do processo, pois ele foi executado a tiros em frente ao Instituto Técnico-Científico de Policia (ITEP), de Mossoró, meses dias após o assassinato de Hiroito. 

Veja mais
Executado em frente ao ITEP é irmão do acusado de matar Hiroito


A Audiência de Instrução e Julgamento, nestes casos de latrocínio (assalto seguido de assassinato é diferente do julgamento popular). No caso em questão, havendo provas contra os réus, o juiz aplica a sentença mínima de 20 anos de prisão para cada um.

No caso do julgamento popular, que decide se o réu tem culpa ou não e se merece ser punido ou não são sete pessoas da sociedade. 

Os policiais que investigaram o caso descobriram que a técnica de enfermagem Ivonete Tintino da Silva, que trabalhava na casa da vítima Hiroito Falcão, passou as informações ao marido dela Pedro Henrique da Silva, a quem caberia, junto com os demais, assaltar a casa de Hiroíto.

Inclusive foi Pedro Henrique, que, ao ser preso, confessou tudo e entregou os demais envolvidos o assassinado de Hiroito Falcão, que deixou a sociedade mossoroense indignada com a atitude covarde da quadrilha em assassinar um pai de família dentro de casa para roubar.

No momento do ataque a residência, Hiroito estava deitado e quando se levantou repentinamente, foi baleado e morto pelo assaltante. Os policiais civis investigaram e descobriram toda a trama e prenderam os suspeitos, mediante determinação judicial.

Os trabalhos devem começar no início da tarde na Vara Criminal de Mossoró.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS