POLÍCIA

Preso do regime aberto é morto a tiros na antiga Favela do Tranquilim

Foto: O Câmera
10 Fev
08:11 2018
A+   a-
Da redação
A Polícia Militar confirmou no início da manhã deste sábado, dia 10, mais uma ocorrência de Conduta Violenta Letal e Intencional em Mossoró, 37 só este ano. Em 2017 foram 249, conforme registro do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte.

A confirmação do homicídio foi feita pela guarnição comandada pelo Cabo Adiel, na região da antiga Favela do Tranquilim, zona leste da cidade de Mossoró. O sargento Valdemir, que é o coordenador de policiamento de dia, isolou a área. 

No local, os policiais ficaram sabendo que a vítima é o preso no regime de justiça em regime aberto Márcio Nogueira da Silva, o "Leo Branco", de 32 anos, que estava aguardando indulto numa pena que cumpre no Complexo Penal Agrícola Doutor Mário Negócio por assalto.

Leo Branco estava caído ao solo ao lado de uma motocicleta Biz, de cor vermelha. Nenhuma testemunha próxima falou quem teria cometido o homicídio. O máximo que falaram foi que ouviram tiros e que depois viram o corpo.

O corpo deve removido para exame e identificação oficial no Instituto Técnico-científico de Policia (ITEP), após realização de perícia no local. O caso deve ser investigado pelos delegados Rafael Arraes e Liana Aragão, da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa, de Mossoró-RN.

Necessidade de reforço
A DHPP de Mossoró tem apenas 3 agentes civis, dois delegados e um escrivão para investigar, ao mesmo tempo, mais de 400 inquéritos relacionados a crimes contra a vida ocorridos em Mossoró nos últios anos.

Com informações de O Câmera, Passando na Hora, Fim da Linha, PM e PC

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS