ESTADO

Relator da Reforma Trabalhista, Rogério Marinho recebe homenagem do TRT-RN

Foto: Assessoria
23 Abr
11:22 2018
A+   a-
Da redação
Mesmo com várias posições contrárias, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, no Rio Grande do Norte, entregou na noite da sexta-feira, 20, a Ordem de Mérito Judiciário Djalma Aranha Marinho ao deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), por sua atuação como relator a Reforma Trabalhista, na Câmara dos Deputados. 

"Ser homenageado pela Justiça do Trabalho do meu estado é uma honra porque todos aqui de alguma forma contribuíram para o bom funcionamento da Justiça, da desburocratização e modernização do trabalho. Estamos muito felizes também porque o nome da comenda é do meu avô, Djalma Marinho, um homem que durante toda a sua vida sempre priorizou a questão da pluralidade, a defesa da democracia e o respeito aos que pensam diferente”, disse o parlamentar.

Vários órgãos nacionais se posicionaram contra à homenagem por entender que Rogério Marinho e Nevaldo Rocha não se enquadram no perfil de defensores da justiça do trabalho. Em nota, a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho repudiou a entrega da comenda ao deputado e ao empresário fundador da Guararapes, que acumula mais de 5 mil processos na justiça do Trabalho no RN entre 2000 e 2017.

A juíza Lisandra Cristina Lopes, do TRT 21ª Região, usou de seu perfil no Facebook para exterminar sua indignação sobre à homenagem. "Só me resta a tristeza de pertencer a uma instituição que não me vê como parte integrante dela, não escuta seus juízes e servidores, e segue inabalável com essa homenagem, numa solenidade que vai figurar dentre os mais lamentáveis capítulos de sua existência", escreveu a magistrada.

Postagem na íntegra:


Rogério Marinho criticou por diversas vezes a atuação do Ministério Público do Trabalho do RN, principalmente, no que diz respeito as ações contra o Pró-Sertão, projeto do Grupo Guararapes no RN. "Eles estão sentados no ar-condicionado, ganham salários acima de R$ 30 mil, não precisam esperar o final do mês, não precisam produzir, estão com dor de cotovelo", disse o deputado se referindo aos procuradores do Trabalho, em evento no Seridó potiguar.

Veja VÍDEO completo:

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS