11 DEZ 2018 | ATUALIZADO 19:36
POLÍCIA

"Ponha imediatamente em liberdade", determina juiz sobre a prisão do empresário em Pau dos Ferros

Sueudo Bessa Réges havia sido preso sexta-feira, 27, por obstruir a investigação da Polícia Civil de um acidente onde ele matou uma família inteira do Acre, na cidade de São Francisco do Oeste
Da redação
29/04/2018 16:12
Atualizado
10/12/2018 22:34
A+   A-  
"Ponha imediatamente em liberdade", determina juiz sobre a prisão do empresário em Pau dos Ferros
O empresário Sueudo Bessa Reges (57 anos), que matou a família que veio do Acre estudar em Pau dos Ferros, não passou 24 horas preso, por obstruir investigação da Policia Civil.
 
“Ponha imediatamente em liberdade”, escreveu o juiz Devid Augusto Freire de Lacerda, no plantão do judiciário neste sábado, dia 28, na comarca de Alexandria/RN.
 
Sueudo Bessa Reges havia sido preso no final da tarde de sexta-feira, 27, por está coptando testemunhas do acidente que vitimou a família do Acre em seu favor.
 
Veja mais
Justiça manda prender empresário que matou família do Acre em São Francisco do Oeste

 A Polícia Civil está concluindo a investigação do acidente onde Sueudo Bessa, dirigindo bêbado uma Hilux, atropelou o casal com o filho de 2 anos e matou em São Francisco do Oeste.
 
Veja mais
Família do Acre que veio estudar em Pau dos Ferros morre atropelada na BR 405

Testemunha afirma que empresário estava bêbado quando matou família do Acre atropelada

 Segundo ficou demonstrado em juízo, sempre que uma testemunha era intimada para prestar esclarecimento a respeito do atropelamento, esta recebia uma visita de alguém ligado ao empresário para testemunha “a favor” na Delegacia de Polícia Civil de Pau dos Ferros.
 
Diante dos fatos, restou ao delegado de Pau dos Ferros, que preside a investigação, representar na Justiça Estadual pela prisão preventiva do empresário Sueudo Bessa Réges, para que a investigação fosse concluída sem interferência do réu.
 
Entretanto, menos de 24 horas depois que a Justiça mandou prender o empresário Sueudo Bessa Rés por obstruir uma investigação policial, o juiz Devid Augusto Freire de Lacerda, de plantão em Alexandria, emitiu um habeas corpus para solta-lo.



Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário