MOSSORÓ

Condenado a 49 anos de prisão por homicídios pega mais 16 anos por assassinar desafeto

Foto: Arquivo PM
02 Mai
11:14 2018
A+   a-
Da redação
O Tribunal do Júri Popular condenou nesta quarta-feira, 2, Alan Carlos Soares Xavier, 36, a 16 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato de Alan Robson da Silva, ocorrido em fevereiro de 2012, no Bar das Primas, no Santo Antônio, em Mossoró.

Alan Carlos está preso e já cumpre condenação de 49 anos de prisão por vários outros homicídios. Além disso, aguarda julgamento de mais cinco casos também referentes a assassinatos. O próximo julgamento será no dia 9 de maio.

Atualmente, o réu está detido na Penitenciária Estadual do Seridó, no município de Caicó. Alan Carlos compareceu ao júri de hoje e confessou que matou Alan Robson a tiros. Disse que matou porque a vítima aleijou sua cachorra a tiros e também atirou contra o galo do seu sobrinho. Afirmou que após estes ocorridos ficou se sentindo ameaçado.

O júri aconteceu no Fórum Desembargador Silveira Martins. A sessão foi presidida pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. O Ministério Público foi representado pelo promotor de justiça Ítalo de Moreira Martins e a defesa foi feita pelo defensor público Diego Melo da Fonseca.

O promotor Ítalo Moreira pediu a condenação do réu por homicídio qualificado. Já o defensor público pediu a retirada das qualificadoras. Ao final do julgamento, o Conselho de Sentença, formado por sete jurados, aceitou o pleito do MPRN e condenou o réu por homicídio qualificado.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS