11 DEZ 2018 | ATUALIZADO 19:36
MOSSORÓ

Júri condena agricultor a 4 anos de prisão no semiaberto por tentativa de homicídio

Conselho de Sentença entendeu que Jeilson Paulo de Sousa tentou matar Sebastião Faustino de Sá, em abril de 2017; Júri aconteceu hoje no Fórum de Mossoró.
Da redação
08/05/2018 09:04
Atualizado
10/12/2018 22:33
A+   A-  
Júri condena agricultor a 4 anos de prisão no semiaberto por tentativa de homicídio
O Tribunal do Júri Popular condenou o agricultor Jeilson Paulo de Sousa, o Galego de Zé Paulo, de 30 anos, a 4 anos de prisão no regime semiaberto pelo crime de tentativa de homicídio, praticado em abril de 2017, no Grande Alto de São Manoel, em Mossoró. O julgamento aconteceu na manhã desta terça-feira, 8, no Fórum Desembargador Silveira Martins.

Ao final do júri, o juiz Vagnos Kelly de Medeiros Figueiredo decretou a prisão do réu.

Após explanações do Ministério Público, representado pelo promotor de justiça Armando Lúcio Ribeiro e do advogado Guilherme Marinho de Araújo Mendes, o Conselho de Sentença entendeu que o réu tentou matar a tiros Sebastião Faustino de Sá, o "Chocolate das Malvinas".

Consta no resumo da Denúncia do Ministério Público Estadual, que Chocolate das Malvinas estava conversando com o amigo Francisco Canindé de Carvalho, na calçada de casa, no conjunto Inocoop, quando Galego de Zé Paulo, na companhia da esposa, se aproximou e começou a atirar. Chocolate foi baleado nas pernas.

Zé Paulo teria sido impedido pela mulher de terminar de matar Chocolate. Em função do fato de ter chegado de surpresa e por ter agido por motivo torpe, o promotor Armando Lúcio Ribeiro tente a representar contra o réu por tentativa de homicídio em sua forma qualificada. A defesa não se pronunciou a respeito do caso.

O réu está preso, mas não pelo processo que responde em Mossoró. Está preso em função de um processo que responde na cidade de Aracati, no Estado do Ceará.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário