ESTADO

Bioquímico é substituído por médico no cargo de secretário de saúde do RN

08 Mai
23:36 2018
A+   a-
Da redação
No Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 9, o governador Robinson Faria tira o secretário de Saúde George Antunes do cargo e coloca o médico e empresário Pedro Cavalcante. O bioquímico George Antunes, no entanto, não sai do governo. Fica como subsecretário de saúde.

Goerge Antunes havia assumido o cargo no mes de agosto de 2016. Outros três secretários haviam passado pelo mesmo cargo antes dele no Governo Robinson Faria. Apesar das dificuldades em função da falta de recursos, George Antunes estava fazendo uma boa gestão na saúde.

A avaliação é do diretor geral do Hospital Regional Tarcísio Maia, Jarbas Mariano, que já pediu demissão várias vezes e em todas as vezes o secretário George Antunes conseguiu convence-lo a ficar no cargo, possivelmente vai deixar o cargo. Tem confessado para amigos que está cansado.

Neste entrevista, o secretário fala sobre os investimentos feitos na saúde em Mossoró.



Entre os feitos de George Antunes para a saúde pública do Rio Grande do Norte, foi a assinatura do do Termo Entre Entes Públicos, assinado no início de 2017 e que começou começou a ser colocado em prática no mês de novembro do mesmo ano.

Consista basicamente em o Governo do Estado contratar as cirurgias de alta complexidade da população da região oeste do Rio Grande do Norte em Mossoró, através da Prefeitura de Mossoró. Já foram repassados R$ 3,1 milhões para a Prefeitura de Mossoró.

Apesar destes recursos terem sido repassados, os hospitais reclamam que não receberam os valores referentes as cirurgias feitas nos meses de novembro e dezembro de 2017. Este TCEP torna o tratamento dos pacientes da região oeste mais humano. 

Além disto, George Antunes firmou parceria com a Justiça Federal para melhorar e ampliar os serviços maternos infantis no Hospital Maternidade Almeida Castro, e superou a buracracia para concluir a reforma e ampliação do Hospital Regional Tarcísio Maia, que vai ganhar mais 21 leitos de UTI.

 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS