GERAL

Especialista alerta que má alimentação está entre as principais causas de câncer

Foto: Reprodução
09 Mai
12:07 2018
A+   a-
Da redação
O câncer está entre as doenças que mais matam no mundo todo. Buscar formas de vencê-lo ou preveni-lo é um dos principais desafios da Medicina. O assunto está sendo discutido em Natal, a partir desta quarta-feira, 9, até o dia 11, numa parceria entre a Secretaria do Estado de Saúde Pública e o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

A pesquisadora da Área Técnica de Alimentação, Nutrição, Atividade Física e Câncer do INCA, Luciana Grucci afirma que atualmente a má alimentação e nutrição já configuram entre as principais causas de câncer.

“A partir da alimentação saudável, prática de atividade física e manutenção do peso corporal adequado, aproximadamente 1 em cada 5 casos dos tipos mais comuns de câncer no Brasil poderia ser evitado. Além disso, o excesso de peso está fortemente relacionado com pelo menos 13 diferentes tipos de câncer, detre eles os mais comuns em nossa população como mama, intestino, estômago, fígado, esôfago. Por isso, promover práticas alimentares saudáveis é uma importante estratégia de prevenção de câncer”, explica.

A parceria entre os órgãos tem como objetivo realizar uma Oficina de capacitação de multiplicadores para a promoção de práticas alimentares saudáveis e prevenção de câncer.  O intuito é capacitar profissionais da Atenção Primária à Saúde, gestores e técnicos das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde como multiplicadores de conhecimentos sobre alimentação, nutrição, atividade física e prevenção de câncer, a fim de que esses profissionais incluam o tema nas atividades de rotina da sua prática profissional. 

Entre os temas pesquisados atualmente pelo INCA estão as estimativas dos gastos com os tipos de câncer associados à alimentação inadequada, excesso de peso corporal, inatividade física e consumo de bebidas alcoólicas no Brasil; efeito do modo de produção nos teores de compostos quimiopreventivos em alimentos cultivados no Brasil; consumo alimentar e seu impacto na ocorrência de câncer na população brasileira, além de estudos de revisão sistemática sobre a relação do câncer com alimentação, nutrição, atividade física e câncer.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS