POLÍTICA

“Bolsonoro começa a fugir dos debates, foi decepção na Marcha dos Vereadores", dispara Izabel Montenegro

Foto: Comunicação | Câmara de Mossoró
09 Mai
15:13 2018
A+   a-
Da redação
A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Izabel Montenegro (MDB), voltou a externar, na tribuna do plenário, preocupação com as eleições deste ano no Brasil e no Rio Grande do Norte. É que o pleito eleitoral 2018, segundo a vereadora, reveste-se de grande importância pelo alto desgaste da classe política em geral.

“Venho externando essa preocupação desde o ano passado: não podemos votar no novo pelo novo, nem podemos mais errar nas escolhas dos candidatos em nível nacional e estadual. Precisamos redobrar a consciência da importância da escolha dos cargos eletivos, principalmente, presidência da República”, disse.

Izabel Montenegro afirma que “o Brasil necessita de um timoneiro, de uma pessoa que entenda não só de política, mas de economia e de todos os problemas que afligem esse gigante brasileiro”, e fez análise da participação de presidenciáveis na 73ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), entre domingo e ontem (8), em Niteroi (RJ).

A vereadora contou que pré-candidatos como Jair Bolsonaro e Flávio Rocha não aceitaram participar do debate com os prefeitos. “Bolsonoro começa a fugir dos debates, foi decepção na Marcha dos Vereadores (Brasília, mês passado), não respondeu a nenhuma pergunta feita. Joaquim Barbosa anunciou desistência”, comentou.

O deputado carioca Jair Bolsonaro estará em Mossoró no dia 18 de maio, onde se reunirá com militantes e apoiadores.

Izabel Montenegro conclamou a participação do eleitor no processo político, não vendo como salutar à democracia o alheamento do povo ao debate, e também defendeu a participação, por exemplo, das igrejas católica e evangélica na mobilização aos seus fiéis, assim com outros segmentos da sociedade civil organizada.

Apartes
A vereadora Isolda Lula Dantas (PT) parabenizou a presidente pelo tema abordado. “Temos uma responsabilidade triplicada este ano, pois vamos eleger presidente, governadores, senadores, deputados, com a oportunidade de promover transformação significativa de compreendermos que se é necessária”, pontuou.

O vereador Petras (Democratas) disse que todos precisam fazer a sua parte enquanto cidadãos e eleitores. “Não teremos salvadores da pátria”, alertou. E a vereadora Sandra Rosado (PSDB) lamentou que a prática política continua a mesma. “E vai continuar até quando quem tiver mais dinheiro e poder continuar no topo da lista de eleitos”, lamentou.
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS