VARIEDADES

Em Natal, pesquisadores do Brasil e Holanda discutem uso da maconha em tratamento de saúde

Foto: Divulgação
15 Mai
15:46 2018
A+   a-
Da redação
Natal sedia no próximo dia 26 de maio, o 3º Fórum Delta9 – maconha, sociedade e saúde, com objetivo de abordar as implicações e benefícios da legalização e regulamentação dos derivados da cannabis. O evento acontece no Praia Mar Hotel & Convention, das 9h às 17h. As inscrições podem ser feitas pelo site www.delta9cannabis.com.br até o próximo dia 20.

O Fórum vai reunir especialistas da medicina e do direito do Brasil e Holanda. O coordenador de projetos de Green House (Holanda-Brasil), Fernando Mendes, irá compartilhar sua experiência de empreendedorismo canábico realizado no Congo. Já o médico Joost Heeroma, diretor do GH Medical (Holanda), vem apresentar as possibilidades medicinais da Cannabis e os estudos randomizados já realizados, necessários para a prescrição médica no Brasil.

Sidarta Ribeiro, vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN, aprofunda a discussão em torno do impacto da cannabis no cérebro humano. O médico mineiro Paulo Fleury, referência no uso terapêutico da maconha para o autismo, aborda os benefícios da cannabis no tratamento dessa patologia.

No debate jurídico, a analista judiciária do Tribunal de Justiça da Paraíba e vice-presidente da Liga Canábica da Paraíba, Sheila Geriz, vai compartilhar sua experiência como mãe de paciente que faz uso de cannabis. Carla Coutinho, advogada criminalista, discute as possibilidades jurídicas do uso medicinal da planta no Brasil.

Considerado o maior fórum canábico do Nordeste, o evento tem tido grande repercussão e ajudado a mudar a realidade de muitas pessoas que precisam dos derivados da maconha para tratar diversas doenças. O Fórum aproxima as pessoas dos estudos mais atuais que comprovaram as vantagens da utilização desses componentes em processos de recuperação e de tratamento médico, tanto fisiológicas quanto psicológicas.

O 3º Fórum Delta9 é uma realização do Coletivo Delta9 e do ICe-UFRN, com apoio da Green House Amsterdã, Comissão de Direito da Saúde da OAB Natal, Associação Cultural Canábica de São Paulo (Acuca-SP) e Micasa 420.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS