POLÍCIA

Polícia identifica autores de latrocínio através de imagens de câmeras de trânsito no RN

23 Mai
16:11 2018
A+   a-
Da redação
Nesta quarta-feira (23), a Delegacia da Zona Sul pertencente à Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou que dois adolescentes foram os responsáveis pelo latrocínio que vitimou Luan Thales da Silva, 20 anos, que era voluntário do Programa Bombeiro Mirim. 

Segundo a Polícia Civil, um adolescente de 15 anos, que foi apreendido por policiais militares na noite desta terça-feira (22), é o autor do disparo que matou Luan Thales, no dia 09 de maio, por volta das 6h30min, quando ele estava na esquina da rua Tororós, com a avenida Bernardo Vieira.

De acordo com as investigações da DHPP, Luan Thales da Silva estava indo para o local onde funciona o Programa Bombeiro Mirim, quando foi abordado por uma dupla que estava em uma motocicleta, ambos usavam capacetes. “Gostaria de externar o empenho da equipe da DHPP na elucidação deste caso, de um jovem garoto que praticava o bem, exercendo trabalho voluntário no Programa Bombeiro Mirim”, destacou a delegada-geral Adriana Shirley.

“Nós já estávamos investigando este adolescente como envolvido na morte e na manhã desta quarta-feira (23), nós o ouvimos na DHPP. Durante a oitiva, o adolescente de 15 anos confessou que atirou em Luan Thales. Ele e um comparsa, também adolescente, saíram na manhã daquele 09 de maio para praticar roubos e exigiram o celular de Luan, que teria esboçado uma reação. Diante da versão do jovem de 15 anos, o adolescente que pilotava a motocicleta, ordenou que o carona atirasse”, detalhou o delegado Ernani Júnior. 



A investigação descobriu também que antes da ação criminosa que culminou na morte de Luan Thales, a dupla de adolescentes já havia abordado, na mesma manhã, um casal no bairro Bom Pastor e conseguido subtrair um casaco cor vermelho, o mesmo que aparecia nas imagens de câmera de segurança.

O adolescente de 15 anos foi apreendido em flagrante, por policiais da Força Tática do 1º Batalhão de Polícia Militar, logo depois de ter participado de um ato análogo a roubo, que foi praticado na rua Felipe Camarão, Cidade Alta, Natal, na noite de terça-feira (22). 

“A Polícia Civil deixa claro que o apoio do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da população que enviou mensagens anônimas foi fundamental para elucidar o crime. Nós continuamos a pedir a ajuda da população para que possamos encontrar o jovem que dirigia a motocicleta. Qualquer informação pode ser repassada de forma anônima para o Disque-Denúncia 181 ou para o telefone da DHPP3232.1195. Todas as informações possuem garantia de sigilo”, destacou o delegado Ernani Júnior.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS