POLÍCIA

Justiça decreta prisão preventiva de empresário suspeito de estuprar adolescente em Mossoró-RN

24 Mai
15:50 2018
A+   a-
Da redação
O empresário Zenilson da Silva Menezes, dono do Restaurante Fogo e Brasa, teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Cláudio Mendes Júnior, da 3ª Vara Criminal, de Mossoró-RN, a pedido da delegada Cristiane Magalhães, da Delegacia da Mulher.

A informação do processo, que corre em segredo de justiça, vazou nas redes sociais e o empresário Zenilson Menezes fugiu. A Polícia diz que é melhor ele se entregar, até porque isto vai manter a integridade física dele. A delegada até pediu um local reservado para ele ficar na prisão.

Zenilson está sendo acusado de ter violentado sexualmente, de forma brutal, uma jovem de 16 anos, em seu apartamento, na noite de domingo (20) ao amanhecer da segunda-feira (21). Para conseguir seu objetivo, o empresário embriagou a jovem e depois a violentou brutalmente.

No início da manhã da segunda-feira, 21, a jovem compareceu a delegacia de Plantão e registrou Boletim de Ocorrência com o delegado Valtair Camilo. O delegado a caminhou ao Instituto Técnico-científico de Perícia (ITEP), para que um médico legista a examinasse, confirmando as alegações de que havia sido brutalmente estuprada.

Após os exames, a jovem foi encaminhada para a Delegacia da Mulher, onde foi recebida pela delegada Cristiane Magalhães, que passou a investigar o caso em segredo de justiça. Entretanto, na noite desta quinta-feira, 24, após a informação da prisão vazar, a delegada Cristiane Magalhães concedeu entrevista coletiva.

Na ordem de prisão preventiva contra Zenilson Menezes foi expedido pelo juiz Claudio Mendes Junior nesta quarta-feira, dia 23, a pedido da delegada Cristiane Magalhães. Apesar das diligências realizadas, Zenilson Menezes não foi encontrado. Seu advogado havia negociado sua apresentação às 18 horas desta quinta-feira, 24.

Como não se apresentou, delegada enviou a ordem de prisão preventiva para todas as forças de segurança, inclusive para a Polícia Federal. Na coletiva, Cristiane Magalhães pediu ajuda da população para, aquele cidadão que o vê, informar imediatamente a polícia, através do 190 ou ligando 84 3315 3536.


Apelo

A delegada Cristiane Magalhães fez um apelo aos pais de família, que tem filhas adolescentes, para ter cuidado, no sentido de evitar ocorrências trágicas como esta que aconteceu. "Você que tem filha adolescente, pelo amor de Deus, tenham cuidado com filha. É um apelo que faço.

A delegada disse que a família está extremamente abalada e a jovem está ainda pior, ainda se recuperando da violência que sofreu.. 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS