NACIONAL

Conselho Penitenciário Brasileiro preocupado com a paralisação dos motoristas de caminhões

Foto: Simone Silva
24 Mai
18:08 2018
A+   a-
Da redação
Em Nota Oficial, o Conselho Nacional de Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária do Brasil demonstra profunda preocupação com a paralisação dos motoristas de caminhões pelo País.

Temem que os presídios fiquem desabastecidos com alimentos, gás, escoltas emergenciais, entre outros serviços que muito provavelmente vai terminar por provocar uma instabilidade dentro das unidades prisionais pelo País.

segue-a.

NOTA OFICIAL
Manifestação dos Secretários do Consej sobre a greve dos caminhoneiros

O Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária do Brasil (Consej), vêm a público expressar intensa preocupação com a atual crise de abastecimento que assola a nação e as graves consequências e riscos à segurança que poderão se instalar no sistema prisional nacional, área já tão debilitada e carente de recursos.

A paralisação dos caminhoneiros colocará sob risco de suspensão alguns dos serviços mais essenciais à operacionalização segura das unidades prisionais, quais sejam, escoltas armadas, fornecimento de gás, fornecimento de alimentação, escoltas emergenciais de saúde, entre outros, provocando um cenário de apreensão em um ambiente já tenso e de difícil administração.

Diante de tal conjuntura, os membros do Consej solicitam ao Governo Federal a tomada atitudes urgentes a fim de estancar rapidamente o iminente colapso ao bom convívio social e prevenindo o caos no sistema penitenciário do país, e coloca-se à disposição para qualquer auxílio necessário.

[17:20, 24/5/2018] Simone Silva Sejuc: O Conselho Nacional de Secretários da Justiça, Direitos Humanos e Administração Penitenciária (Consej) esteve reunido em Natal nesta quinta-feira com a presença de 25 secretários de todo o país e mais o diretor geral do Departamento Penitenciário Nacional, Carlos Alencastro.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS