MOSSORÓ

Promessas de Temer não convencem e caminhoneiros continuam parados

Foto: Elenilson Filho | EF Imagens
28 Mai
07:33 2018
A+   a-
Da redação
O que foi prometido pelo presidente Michel Temer, em pronunciamento na noite deste domingo, 27, não atendeu os interesses dos motoristas de caminhões, que mantiveram os bloqueios parciais das rodovias federais no País.

O Governo Federal espera que os motoristas aceitem a proposta de redução de R$ 0,46 centavos no litro de diesel pro 60 dias e, após esta data, o diesel passa a aumentar de preço de 30 em 30 dias. Também prometeu rever a questão dos pedágios para caminhões vazios.

No Rio Grande do Norte, caminhoneiros bloqueiam parcialmente diversas rodovias federais. Em Mossoró, o ponto escolhido na BR 304 pelos motoristas de caminhões é em frente ao Redenção, saída para Fortaleza (CE). Na manhã desta segunda-feira, 28, os caminhoneiros fecharam parcialmente trecho da BR-110, que dá acesso a cidade de Areia Branca.

Neste local, os motoristas estão concentrados e receberam apoio de várias categorias de Mossoró. No sábado, os taxistas se uniram ao movimento. No domingo, os caminhoneiros receberam apoio dos guardas municipais de trânsito.

A população, em sinal de apoio, fez passeio pela Avenida Presidente Dutra, em Mossoró. Os motoristas querem redução no preço do diesel, fretes mais caros e fim dos valores cobrados nos pedágios em alguns estados.

Já o porta voz do Exército, cumprindo a ordem do presidente Temer, disse que vai desobstruir as rodovias, mesmo que seja necessário usar a força. Os motoristas de caminhão avisaram que não estão obstruinido as rodovias.


 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS