ESTADO

Petroleiros vão à greve para baixar preços do gás de cozinha e combustíveis

Foto: Sindipetro-RN
28 Mai
15:43 2018
A+   a-
Da redação
A Federação Única dos Petroleiros e seus sindicatos filiados convocaram a categoria petroleira para uma greve nacional de advertência de 72 horas. Os trabalhadores do Sistema Petrobrás iniciarão o movimento a partir do primeiro minuto de quarta-feira, 30, para baixar os preços do gás de cozinha e dos combustíveis.

O protesto também é contra a privatização da empresa e pela saída imediata do presidente da Petrobras, Pedro Parente.

Nesta segunda-feira, 28, petroleiros realizaram um ato público no Ativo Industrial de Guaramé.

O Ativo Industrial de Guamaré é uma das mais importantes instalações da Petrobras no Nordeste, em termos de volume de óleo e água tratada. Toda a produção dos campos marítimos e terrestres do Estado é escoada para Guamaré.

Além de gás de cozinha, a instalação processa gasolina, diesel, querosene de aviação e também abriga uma base da Petrobrás Distribuidora (Transpetro), além do Centro de Defesa Ambiental (CDA) e do Parque Eólico de Mangue Seco.

Toda a gasolina consumida no Rio Grande do Norte e o querosene de aviação distribuído para o mercado potiguar e cearense é produzida em Guamaré.

CONVOCAÇÃO GERAL EM NATAL
A Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN convida a categoria petroleira lotada na sede administrativa da Petrobrás, em Natal, para comparecer a uma Assembleia Geral Extraordinária, programada para esta terça-feira, 29 de maio, às 8 h, em frente ao portão de entrada da unidade.

A sessão tem por objetivo debater e deliberar sobre formas de organização local da greve nacional de advertência que a categoria petroleira promoverá a partir da zero hora da próxima quarta-feira, 30 de maio.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS