POLÍCIA

Polícia prende pai e filho acusados de matar adolescente de 14 anos em Assu

08 Jun
08:58 2018
A+   a-
Da redação
A Policia Civil de Assu, na tarde desta quinta-feira, 7, prendeu os dois responsáveis (pai e filho) pelo assassinato do jovem Pedro Faustino de Sena, de 14 anos, crime este ocorrido no dia 11 de novembro de 2017, no bairro Belo Horizonte, após ser atingido por diversos golpes de faca peixeira.

O crime, que chocou a cidade de Assu, ocorreu após uma banal discussão entre a vítima e outro adolescente, tendo este último jurado de morte o jovem Pedro Faustino e, também, dito que o pai viria até Assu para matar o pai da vítima", narra o delegado Cidorgeton Pinheiro, que investigou o caso. O delegado acrescenta que o alvo era o pai de Pedro Faustino, mas como ele demorou a chegar na tocaia, mataram o filho.

Conforme restou apurado nos autos, as ameaças do adolescente acusado junto com o pai concretizaram-se, tendo ele chamado o seu pai Antônio Erinaldo Paulino da Silva, o Naldo, para a cidade de Assu e, no dia do crime, ambos aguardaram por longo tempo o pai de Pedro Faustino, para mata-lo.

Com o avançar da hora e não tendo sido encontrado o alvo principal da dupla, pai e filho resolveram, então, executar apenas a vítima Pedro Faustino (foto).

"E assim foi feito, tendo Antônio Erinaldo Paulino da Silva, vulgo “Naldo” (de 40 anos), guiado a moto com seu filho na garupa e, ao encontrarem o jovem Pedro Faustino retornando até a casa da vítima e, com um ataque pelas costas. Sem qualquer meio que possibilitasse a defesa da vítima e passaram a ataca-la até a morte", narra os policiais.

Após o crime, “Naldo” e seu filho adolescente fugiram de Assu para a cidade de Natal, onde se esconderam no bairro Planalto, tendo a Polícia Civil de Assubuscado a prisão deles, mas sem sucesso, na capital do estado. Pressionados, pai e filho resolveram se entregar a polícia, o que terminou acontecendo na tarde desta quinta-feira, 17. Na ocasião, foram cumpridas as ordens judiciais de segregação cautelar deles.

A Polícia Civil agradece o apoio recebido na cidade de Natal, o que possibilitou a real possibilidade de prisão da dupla e, em razão disso, forçou a apresentada deles.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS