MOSSORÓ

Montagem da Arena Deodete Dias atrasa e Concurso das Quadrilhas fica para dias 23 e 24

09 Jun
00:14 2018
A+   a-
Da redação
Uma mistura de atos irresponsáveis com desorganização generalizada do Poder Público Municipal, está transformando o Mossoró Cidade Junina, numa sequência interminável de frustraçõres e prejuízos aos cofres públicos municipais e privados.

O que deveria ter sido realizado no início ano, terminou sendo colocado em prática somente na segunda quinzena de maio, muito tarte para concluir e contratar em tempo hábil, as empresas para montar a estrutura do MCJ.

Ao retardar estas contratações (intencional?), classificado de "peça teatral" pelos empresários (AQUI), resultou num trabalho apressado para montar a estrutura, que desabou, deixando mais de 20 feridos na madrugada desta sexta, 8.

Veja mais
Engenheiro que assinou projeto do camarote deve ser responsabilizado, diz Bombeiros

 
Prejuízos, dor e revolta para cerca de mil pessoas que estavam no Camarote da Gondim e Garcia e Hotel Thermas, montados pela SANIQ (AQUI). Como se já não bastasse, outros prejuízos estavam acontecendo ao mesmo tempo.

Sem tempo para colocar cada um em seu lugar, os ambulantes foram jogados no meio da tempo e em espaços pífios, o que resultou em prejuízos, desgostos e revolta. A denúncia foi formalizada nas redes sociais.

A consequência da tragédia durante o show de Xand (que recebeu cachê de R$ 330 mil), na madrugada da sexta pode ser comprovada em vídeo e fotos do show de Solange (R$ 150 mil).



No Adro da Igreja São Vicente, deveria acontecer a estreia do espetáculo "Chuva de Bala no País de Mossoró", na noite da quinta-feira, 7. Porém, o palco também montado pela SANIQ, de forma quarterizada, não foi concluído. Ficou para esta sexta, sem ensaio no local.

Poucas pessoas presentes. A estrutura da Cidadela, ao lado da sede do SEBRAE, perto da Igreja São Vicente, também não ficou pronta, gerando mais prejuízos. A Prefeitura informou que a Cidadela deve estrear neste domingo, 10.

Frustração também dos membros das quadrilhas juninas, que passaram meses ensaiando e pedindo ajuda nos sinais de trânsito de Mossoró (para figurino) para concorrer neste final de semana no Tradicional Concurso Estadual de Quadrilha no MCJ.

Nesta sexta-feira, o secretário de Cultura de Mossoró, Eduardo Falcão, declarou: “Estamos organizando os detalhes finais para que as quadrilhas possam se apresentar em um espaço adequado, montado especialmente para os grupos abrilhantarem a programação do Mossoró Cidade Junina”, disse.

O que o secretário quiz dizer é que faltou competência para fazer o pregão em tempo hábil para contratar uma empresa séria e com estrutura para montar a Arena Deodete Dias para o Concurso Estadual de Quadrlhas na data planejda com antecedência.

Com a mudança, o Festival de Quadrilhas começa na próxima sexta-feira (15), com o Concurso Estadual Estilizado, que acontece paralelamente ao Tradicional. No próximo final de semana serão 16 grupos divididos entre sexta (15) e sábado (16). A final ocorre no domingo (17). A quadrilha vencedora vai representar o Rio Grande do Norte no campeonato regional.

Os problemas gerados pelo atraso, pela desorganização do Poder Público Municipal, no emprego de mais de R$ 4 milhões na contratação de bandas e estrutura, termina por comprometer a imagem do mais tradicional festa popular do Rio Grande do Norte.

Riscos
 Compreendendo a possibilidade de haver novos desabamentos nas estruturais do MCJ, o Corpo de Bombeiros está trabalhando e turnos dobrados para acompanhar cada estrutura, cada ambiente festivo da Estação das Artes a Praça de Esportes, reduzindo assim as possibilidades de novos estruturas desabarem.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS