MOSSORÓ

Dono da empresa responsável pelo camarote que caiu no MCJ é o mesmo do escândalo do reveillon em Fortaleza

09 Jun
09:10 2018
A+   a-
Da redação
O empresário Elpídio Luiz Pereira Neto, dono da Saniq, contratado pela Prefeitura de Mossoró num pregão classificado pelos empresário de "peça tealtral" para montar a Arena Deodete Dias, o palco do Chuva de Bala no País de Mossoró e o Palco Principal na Estação das Artes, é o mesmo que esteve envolvido no grande escândolo dos desvios do reveillon de Fortaleza no ano de 2007.

Elpídio Luiz Pereira Neto é um insistente candidato a vereador em Fortaleza. Foram várias tentativas e o máximo que conseguiu foi chegar ao posto de suplente. Como empresário, realizou a contratação de bandas por valores muito acima do praticado no mercado para realizar os festejos de final de ano na capital cearense. Estas festas foram pagas com recursos da União e terminou em escânda-lo.

Na época, Elpídio Luiz Pereira Neto usava a empresa Estrutural Locação de Banheiros Químicos e Toldos Ltda para contratar as bandas. O caso terminou denunciado na mídia e os procuradores da república e agentes do Tribunal de Contas da União investigaram o caso. Mesmo investigado, Elpídio Luiz Pereira Neto saiu candidato a vereador de Fortaleza. Não venceu. Nao venceu também em 2012 e em 2016.

Já em 2016, em sua declaração no Tribunal Regional Eleitoral, Elpídio Luiz Pereira Neto apresentou como patrimônio a empresa Saniq Locaão de Banheiros Químicos e Toldos Ltda ME, exatamente a empresa que concorreu em 2017 para montar a estrutura da Arena Deodete Dias do MCJ e causou enormes prejuízos a organização do evento e constrangimento aos participantes do espetáculo e da festa.

A Saniq, apesar dos problemas e prejuízos causados em 2017, apresentando propostas muito abaixo do real para montrar a estrutura, ganhou em 2018 para montar a estrutura da Arena das Quadrilhas (já está em atraso), do Chuva de Bala (entregou atrasado) e do Palco principal da Estação das Artes (entregue em dia, mas a estrutura de camarote terminou parte caindo e deixando mais de 20 feridos).

O caso vai terminar na Justiça.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS