MOSSORÓ

Fiquei encantado com Mossoró, cidade bonita, bem cuidada”, diz Alceu Valença em show no MCJ

Foto: Fotos da Ascom/Prefeitura
16 Jun
12:09 2018
A+   a-
Com dados da Assessoria da Prefeitura
Performático e irreverente, Alceu Valença foi a grande atração da sexta (15) no segundo final de semana de shows na Estação das Artes Elizeu Ventania. O pernambucano iniciou a sua apresentação às 22h30 para um público que cantou em coro os seus grandes sucessos.

O show do pernambucano encantou o público que lotou as dependências da Estação das Artes na noite desta sexta-feira, 15, sem qualquer ocorrência que pudesse atrapalhar o brilho da festa, muito diferente do início do MCJ, semana passada, que um camarote caiu, deixando mais de 20 feridos.

Além dos problemas na hora do show, também teve as críticas fortes ao valor exorbitante pago pela Prefeitura de Mossoró ao cantor de Aviões: R$ 330 mil por 1 hora e 45 minutos de show. E isto estando a Prefeitura retendo ilegalmente os recursos dos serviços de saúde em Mossoró-RN.
 
Antes de subir ao palco, Alceu Valença brincou com a imprensa na entrada do camarim. “Mossoró? Já vim sim a essa cidade bonita, tomei banho nas águas termais”. O artista se apresentou pela primeira vez na programação e estreou a turnê pelo Nordeste no Mossoró Cidade Junina.
 
Com traje de cangaceiro, o artista lembrou a história mossoroense com a referência a Lampião. “Deram uma carreira em Lampião, mas dessa vez ele veio só pra fazer a festa. Eu voltei com um pouco de Luiz Gonzaga, Lampião. Fiquei encantado com Mossoró, cidade bonita, bem cuidada”, comentou.



Dentre os sucessos, as conhecidas “Anunciação”, “Taxi Lunar”, “Girassol”, “Coração Bobo”, “Morena Tropicana”, além de homenagens a Luiz Gonzaga como “Baião” e “Xote das Meninas”.
 
“Diversidade cultural, a arte do Brasil é inigualável”, disse antes de encerrar um show para grande público na Estação.
 

Além de Alceu, a programação dos shows contou com Orquestra Sanfônica, Sirano e Sirino e Cavaleiros do Forró.

No sábado (16) é a vez de André Luvi, Lagosta Bronzeada e Joelma.

O show de Alceu Valença custou R$ 203 mil aos cofres públicos.

FacebookFacebook LikeTwitterGmailWhatsAppPrintFriendly.comPrinter FriendlyEmailSumoMe
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS