MOSSORÓ

Morador denuncia falta de medicamentos na UPA do Santo Antônio; "Não tinha Voltaren"

Foto: Reprodução
25 Jun
10:24 2018
A+   a-
Da redação
O idoso Francisco Carlos de Andrade, de 54 anos, teve seu quadro de saúde comprometido na manhã desta segunda-feira, 25, devido a falta do medicamento Voltaren, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Santo Antônio, Zona Norte de Mossoró.

O caso foi relatado ao MOSSORÓ HOJE pelo filho de Seu Francisco, Tarcísio Neto, que ficou indignado com a situação. Tarcísio explicou que seu pai tem diabetes e hoje cedo, entre 7h e 7h30, ele começou a passar mal. A filha de Seu Francisco, que estava com ele na hora, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que realizou os primeiros atendimentos e levou o paciente para a UPA.

Segundo Tarcísio, na UPA, a médica Elen Gomes receitou Voltaren, mas não tinha. Então, seu pai acabou sendo medicado com Decadrom. Em seguida, retornou para casa. O jovem explicou ainda que seu pai ainda não melhorou totalmente e que a família decidiu juntar dinheiro e levá-lo a um hospital particular.

"Ele tem que tomar insulina, mas ele vai pegar e nunca tem, não tinha voltaren e deram a ele decadrom que não fez efeito nenhum, ele está em casa, mas não está melhor não, estou a caminho do banco pra mandar dinheiro para ele ir pra um hospitar particular, continua mal", afirmou Tarcísio. 

"Lembrando que o pessoal do Samu foram ótimos, estou também entradando em contato com a samu  para parabenlizar os mesmos", ressaltou.

Não é de hoje que são relatados na imprensa falta de medicamentos nas unidades de saúde de Mossoró. Em fevereiro deste ano, por exemplo, vereadores visitaram as UPAs e UBSs e constataram a falta de medicamentos básicos e más condições estruturais dos prédios.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS