NACIONAL

Relator cancela decisão do colega do TRF da 4ª Região e deixa Lula preso

Foto: Agencia Brasil
08 Jul
14:22 2018
A+   a-
Da redação
O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do processo contra Lula no Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, cancelamento da decisão do colega de plantão, o desembargador Rogério Fraveto, de determinar a soltura imediata do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, atendendo os pedidos dos deputados Paulo Pimenta e de Paulo Teixeira, alegando que a Justiça Federal não estava autorizando Lula a fazer a pré-campanha e pelo fato da prisão de Lula não está fundamentada.



A liberdade de Lula determinada por Rogério Fraveto, no inicio da manhã deste domingo, a pedido dos deputados do PT, foi questionada pelo juiz federal Sérgio Moro, ao alegar que desembargador não tem poderes para autorizar a libertação. Nestes casos, o juiz relator do TRF 4, João Pedro Gebran Neto, que havia aumentado a pena de Lula, entrou em ação imediatamente, dando ordem de cancelamento da decisão do juiz de plantão Rogério Fraveto.




Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos 1 mês de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS