NACIONAL

Henrique Alves, que estava em prisão domiciliar, ganha liberdade provisória

Foto: Magnus Nascimento | Tribuna do Norte
13 Jul
09:34 2018
A+   a-
Da redação
O ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Eduardo Lyra Alves, através de seus advogados conseguiu sair da prisão domiciliar e passar para liberdade provisória. Henrique responde a processos na Operação Manus, que investiga crimes gravíssimos como organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva.
 
O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal, entende que Henrique tem o mesmo direito do ex-deputado Eduardo Cunha no caso Manus.
 
No caso de Eduardo Cunha, o ministro Marco Aurélio Melo, do Supremo Tribunal Federal, concedeu habeas corpus, após a oitiva do réu no processo.
 
Henrique, que em seu depoimento a Justiça Federal optou por ficar calado em várias perguntas formuladas pela Justiça, estava em prisão domiciliar desde o dia 3 de maio.
 
Antes, Henrique ficou preso na Academia da Polícia Militar, em Natal, desde o dia 6 de junho de 2017, por força de dois mandados de prisão, sendo um de Brasília e outro de Natal.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS