ESTADO

PRF leiloa 487 carros e motos apreendidos no RN; lance inicial é de R$ 200

Foto: PRF
09 Ago
11:11 2018
A+   a-
Da redação
A Polícia Rodoviária Federal vai leiloar no próximo dia 15 de agosto 487 veículos (398 motocicletas e 89 carros) apreendidos no Rio Grande do Norte. Desse total, 219 estão aptos a circular e os outros 268 serão transformados em sucatas. Esse é o segundo leilão do ano realizado pela PRF.

Os veículos poderão interessar a compradores variados. Estão na lista ciclomotores com lance inicial de R$ 200,00, motocicletas Yamaha YBR 125 com lance inicial de R$ 400,00. Entre os carros, há GM Tracker, FIAT Siena, Fiat Strada e RENAULT Logan, com lances a partir de R$ 6.000,00.

Os lotes arrematados com direito a documentação serão disponibilizados sem multas ou débitos de anos anteriores, apenas com as taxas do Detran para transferência e os débitos de licenciamento referentes ao exercício corrente. Sobre o valor do lance dado, o comprador é responsável pela comissão do leiloeiro (5%) e o ICMS. Leia atentamente o edital publicado (EDITAL Nº 2/2018 /LEILÃO-RN).

As visitações estarão disponíveis nos dias 13 e 14 de agosto, nos seis pátios indicados no edital. É importante verificar em qual dos pátios está o lote de interesse do participante.

O edital do leilão foi publicado e está disponível no site do leiloeiro, pelo link www.lancecertoleiloes.com.br. Nele contém os detalhes dos veículos, os locais para a visitação, os lances iniciais, além de direitos e responsabilidades dos arrematantes.

A maioria dos lotes estão com fotos disponíveis na mesma página da internet.

Os lances já podem ser ofertados pela internet até o momento do leilão presencial, no dia 15 de agosto, que ocorrerá no endereço abaixo:

PRESENCIAL
Local: RIFÓLES PRAIA HOTEL
Endereço: Rua Cel. Inácio Vale, 8847, Ponta Negra, Natal/RN
Data: 15/08/2018
Horário de início do leilão: 9 horas (horário local)

ONLINE
Site: www.lancecertoleiloes.com.br

Observação– Os veículos apreendidos e não reclamados por seus proprietários podem ser levados a hasta pública (leilão) após 60 dias, conforme o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro. Além da manutenção dos espaços físicos para a guarda desses, há preocupação de saúde pública, como a prevenção da proliferação de possíveis criadouros de mosquitos Aedes aegypti, transmissores de doenças como a dengue, febre chikungunya e o vírus da zika.  Os veículos colocados para leilão podem ser regularizados e retirados da lista pelo proprietário até a data do evento.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS