ECONOMIA

Frutas e pescados representam 97% das exportações pelo Aeroporto de Natal

Foto: G1
10 Set
16:44 2018
A+   a-
Da redação
Um total de 97% das exportações feitas pelo Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, são de frutas e pescados.
 
Do Rio Grande do Norte, os produtos partem para a Europa em voos cargueiros da Lufthansa e nas viagens comerciais da TAP. Somente em 2017, entre exportações, importações e envio de carga para destinos nacionais, o terminal potiguar movimentou 12.413,098 toneladas em produtos.
 
O estado é o maior exportador nacional de peixes das espécies atum e meca. De acordo com a Inframérica, a administradora do terminal, os pescados são responsáveis por cerca de 29% das exportações.
 
O maior volume (68%), porém, corresponde às frutas in natura, como manga, mamão e abacaxi, que são enviadas semanalmente para o exterior. Os 3% restantes são de cargas como flores ornamentais e tecidos. Ao todo, foram exportadas 5.506,106 toneladas.
 
“No último trimestre de 2017, tivemos aumento na frequência de voos cargueiros e internacionais, com o upgrade na aeronave da Lufthansa, passando de um MD-11 para um B777, e com o aumento de três para quatro voos do TAP por semana.
 
O acréscimo no fluxo de carga, aliado aos investimentos feitos pela Inframerica, possibilitou o aumento da movimentação nos primeiros trimestres de 2018”, afirma o coordenador de logística do terminal, Rodrigo Vieira.
 
Apesar do crescimento, em 2017 o volume de cargas nacionais foi maior. Foram movimentadas 6.624,667 toneladas.
2017
  • Exportação: 5.506,106 ton
  • Importação: 282,325 ton
  • Carga Nacional: 6.624,667 ton
  • Total: 12.413,098 ton
Com informações do G1
 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS