18 DEZ 2018 | ATUALIZADO 08:37
ESTADO

Estudante do RN é selecionada para o Parlamento Jovem Brasileiro, da Câmara dos Deputados

A estudante Saira Cristina de Souza Barros, do 2º ano da Escola Estadual João Ferreira de Souza, de Santa Cruz, foi selecionada com um projeto de lei sobre Educação
Da redação
13/09/2018 14:17
Atualizado
14/12/2018 08:11
A+   A-  
Estudante do RN é selecionada para o Parlamento Jovem Brasileiro, da Câmara dos Deputados
A edição de 2018 do PJB acontecerá em Brasília, na Câmara dos Deputados, no período de 1º a 5 de outubro, quando estudantes de todo o país simulam a jornada de trabalho dos deputados federais.

A estudante Saira Cristina de Souza Barros, do 2º ano da Escola Estadual João Ferreira de Souza, de Santa Cruz, foi selecionada com um projeto de lei sobre Educação.
 
O programa contou com 1.456 inscritos neste ano. Os 78 projetos selecionados para serem apresentados em Brasília foram propostos por estudantes do ensino médio de todo o país.

O Parlamento Jovem Brasileiro é uma iniciativa da Câmara dos Deputados e está na sua décima quinta edição. O propósito do programa é estimular nos jovens estudantes a reflexão crítica sobre a importância do Poder Legislativo e da representação política. Para isso, os jovens parlamentares participam de workshops e oficinas, assistem a palestras e seguem a rotina dos parlamentares: formam chapas, elegem a mesa diretora, elaboram pautas, reúnem-se em comissões e atuam nas sessões deliberativas.
 
Como participar
Para participar, os candidatos devem ter entre 16 e 22 anos, ser aluno regular do 2° ou 3° ano do ensino médio em escolas públicas ou particulares; ou do 2°, 3° ou 4° ano do ensino técnico integrado ao ensino médio.

O processo seletivo do PJB ocorre em duas etapas. Na pré-seleção, o estudante cria um projeto de lei e faz a inscrição em sua escola ou na Secretaria de Educação do seu estado, que procede e avalia a triagem inicial. A seleção final é feita pela Câmara dos Deputados, onde uma comissão de analistas legislativos e outros servidores analisam e classificam os projetos selecionados de acordo com critérios como justificativa, clareza e originalidade.

O total de representantes jovens por estado e pelo Distrito Federal respeita a proporção de 1 para 8, ou seja, a cada oito deputados federais, um deputado jovem é selecionado.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário