ESTADO

Secretária de Educação acredita em crescimento nas próximas avaliações do IDEB

Foto: Cezar Alves
24 Set
09:03 2018
A+   a-
Da redação
O ano de 2018 pode se transformar no marco para a Educação do Rio Grande do Norte. De 2005 a 2015, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) ficou estagnado, entre 2.6 e 2.8. Não houve qualquer avanço. Como nos outros estados aconteceram investimentos para mudar o quadro precário da educação, terminou o Rio Grande do Norte com o pior índice de educação básica do País.

Leia mais
Ideb 2017: MEC aponta crescimento do ensino médio nas escolas públicas do RN

No primeiro semestre de 2016, a professora/doutora em Educação Claudia Santa Rosa assumiu a Secretaria Estadual de Educação, a convite do governador Robinson Faria, com a missão de mudar este quadro da educação do RN. A missão não era fácil, pois demandava um grande investimento o Estado vem vivenciando um das piores crises em suas finanças desde 2015.

As políticas públicas de educação, como escolas em tempo integral e escolas técnicas, entre várias outras, começaram a serem implantadas no início de 2017. Em outubro para novembro daquele, aconteceram as provas de avaliação do IDEB. Os resultados saíram semana passada, apontando que o RN saiu do incômodo pior educação do País. "Nós crescemos nos três níveis", diz a secretaria Cláudia Santa Rosa.

Segundo a secretária Claudia Santa Rosa, os resultados do IDEB em 2018 deverá confirmar a teoria de que os programas e investimentos feitos em educação no RN estão no caminho certo, para recuperar a educação, para o Estado deixar, em definitivo, o posto de pior educação do País.

Cláudia Santa Rosa conversou com o MOSSORÓ HOJE sobre isto neste final de semana. Ela se mostra otimista no sentido de que o RN estará melhor, haverá avanços significativos no IDEP de 2018 em relação ao de 2017, consolidando-se assim, de forma sustentável, o crescimento da educação básica no Rio Grande do Norte. 



Entretanto, a secretária Claudia Santa Rosa chamou atenção para um ponto crucial. Ela defende que os próximos gestores estaduais não parem os programas que estão sendo implementados e sim, promovam reforços no que for possível, para que a educação continue avançando, "deixando todos felizes", diz a secretária Claudia Santa Rosa, lembrando que os estados que apresentaram resultado melhores em 2018 começaram em 2015. 

Uma das políticas públicas que estão sendo implementadas para melhorar a edcuação do Rio Grande do Norte é o ensino integral. Entretanto, a secretária Claudia Santa Rosa destaca que professores e diretores de escolas estão impondo dificuldades para efetivar o programa, tirando as crianças das ruas e levando para um ambiente sadio. Por outro lado, os professores e diretores reclamam que as escolas não tem a estrutura adequada para funcionar em tempo integral.

A secretaria chama a atenção dos diretores e professores para a importância do programa.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS