POLÍCIA

Polícia Militar prende quatro suspeitos que seriam membros dos "caveiras" na zona sul de Mossoró

28 Set
23:26 2018
A+   a-
Da redação
A Polícia Militar conseguiu prender quatro suspeitos e várias armas de fogo, drogas e munições na noite desta sexta-feira, 28, no bairro Belo Horizonte, em Mossoró-RN.

Os policiais narram que o grupo preso faria parte de uma gangue do sul da cidade de Mossoró que se intitula de “os caveiras”, e que teriam relação com o PCC.

Na região sul de Mossoró, o MOSSORO HOJE constatou que dezenas de muros e casas estão pichados co dizeres que "os caveiras" são quem ditam as regras na região.

Entre as “regras” consta que não pode entrar nas ruas do bairro usando capacete ou em carro com vidro escuro. E a punição para quem desobedecer é a morte.

Entre as armas apreendidos, estão 4 revólveres e munições, uma espingarda calibre 12 de repetição e munições e também uma metralhadora de fabricação caseira.

Foram conduzidos para a Delegacia de Plantão:
Bruno Teixeira Ferreira, de 20 anos;
Dário Antônio Fernandes, de 23 anos;
Thiago das Chagas Ferreira, de 26 anos;
Aline Daiane da Silva, de 22 anos

Os quatro conduzidos pelos policiais militares estavam na residência onde foram encontradas as armas no bairro Belo Horizonte, região da cidade “controlada” pelos “caveiras”.

O trabalho da Força Tática foi possível graças a ajuda da população, através do 190. O CIOSP recebeu a informação e os policiais foram conferir a informação.

A residência onde teria sido visto armas e suspeitos entrando e saindo foi cercada pelos policiais, que, com autorização superior, entraram na residência e confirmaram a informação.

 Na Delegacia de Plantão, o delegado Roberto Moura após avaliar a prisão de cada suspeito e decidiu autuar Aline Daiane por tráfico de drogas e porte ilegal de armas de fogo. Ela confessou.

Dario Antunes assumiu a propriedade das outras duas armas, foi autuado, pagou fiança e foi liberado. Os outros dois foram ouvidos no processo e liberados.

As armas apreendidas vão passar por exames balísticos, para saber se foram usadas em assassinatos, em especial nos bairros Belo Horizonte e Ouro Negro, que estão em guerra.

O comando da Policia Militar na região Oeste de Mossoró informou que o trabalho ostensivo para conter o avanço dos membros de facções criminosas estavam sendo realizado há vários dias.

O delegado regional Denis Carvalho da Ponte, de Mossoró, informou que a Policia Civil também estava trabalhando de forma ostensiva nas ruas dos bairros Ouro Negro e Belo Horizonte para identificar e prender suspeitos.

Tanto o comandante da PM como o delegado regional, informaram que o trabalho vai continuar e esperam prender mais suspeitos nos próximos dias.

 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS