NACIONAL

Ações da fabricante de armas Taurus sobem e, em vídeo, Bolsonaro "faz propaganda" (VEJA)

05 Out
16:32 2018
A+   a-
Da redação
Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência, disse durante o debate da Globo nesta quinta-feira (4) que as ações da fabricante de armas Taurus "subiram 180%". Um vídeo publicado ontem pelos Jornalistas Livres mostra o candidato Jair Bolsonaro enaltecendo os produtos da Taurus, ao lado de um executivo da empresa. Ele segura um revólver e um fuzil e diz que o "povo armado jamais será escravizado". Percebe-se que o vídeo foi feito antes da facada da qual foi vítima durante campanha em Minas Gerais, mas a Taurus vem se valorizando no decorrer da campanha.

Veja vídeo:



Bolsonaro sugere mudanças no Código Penal para que o "cidadão de bem" possa andar com um revólver e o produtor rural com armamento de grosso calibre. "Minha paixão pelas armas continua", diz, no vídeo. "Se eu chegar lá, você cidadão de bem terá isso aqui em casa", acrescenta, segurando uma pistola.
"As ações da Taurus, fábrica de armas, cresceram 180%. Tem várias pessoas associadas à turma do Jair Bolsonaro ganhando dinheiro com a evolução das pesquisas", disse Ciro.
 
As ações da Taurus, de fato, subiram. De acordo com checagem da Agência Lupa divulgada nesta quinta, as 3 ações da Taurus negociadas na Bolsa de Valores tiveram alta nos últimos 60 dias.
 
"Uma delas, a FJTA3, de fato, cresceu 180% entre 6 de agosto e 4 de outubro: o valor foi de R$ 1,85 para R$ 5,19. A FJTA3F cresceu mais, 201%, e a FJTA4 cresceu menos, 132%", diz o texto da Lupa.

Reportagem divulgada em 21 de setembro pelo UOL já apontava a alta dos papeis. Especialistas consultados pelo portal afirmaram que a disparada pode ter relação com a liderança de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas para a Presidência, uma vez que o candidato defende a reformulação do Estatuto do Desarmamento a fim de facilitar a posse e o porte de arma.

Os analistas, no entanto, disseram que não é possível cravar essa relação. A Infomoney também noticiou a valorização das ações da Taurus. Em reportagem de 24 de setembro, o site afirmou que "a interpretação de grande parte do mercado" é que a alta se deve ao bom desempenho de Bolsonaro na disputa, mas ponderou que tal análise "não faz sentido" porque o candidato defende também a quebra do monopólio na Taurus no País.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS