POLÍTICA

[Eleições 2018] Filas marcam votação em sessões eleitorais em Mossoró e região; Acompanhe

Foto: Cezar Alves
07 Out
13:40 2018
A+   a-
Da redação
A votação para os potiguares está sendo marcada por longas filas nas seções eleitorais neste domingo, 7 de outubro. O grande problema registrado é porque muitos eleitores não levaram a famosa "cola" na hora de votar.

Em Mossoró, na Escola Estadual Abel Coelho, Eliseu Ventania e Jerônimo Rosado ocorreram de forma tranquila. Os eleitores estavam gastando de 1 a 10 minutos para votar. Os mesários relataram que os idosos demoram um pouco mais, já os jovens são mais rápidos.

No início da manhã, em Mossoró, uma explosão na substeção da COSERN provocou queda de energia e atrasou a votação. O problema foi contornado e a votação segue normalmente. Na UFERSA, um eleitor relatou que as fotos dos seus candidatos ao governo e presidência não apareceram. O caso está sendo apurado.



Conversamos com o advogado Olavo Hamilton sobre o processo eleitoral 2018. Ele avalia a votação como tranquila e faz um alerta ao eleitor que decidiu não votar. Também falou sobre o possível segundo turno para a Presidência da República. Veja vídeo abaixo:



Serra do Mel
A única ocorrência de crime eleitoral foi registrado em Serra do Mel. Um presidente de mesa foi preso e autuado em flagrante por distribuir santinhos de candidatos no local de votação.

Tibau
Com pouco mais de 4.800 eleitores, o município de Tibau realiza uma votação tranquila, apesar das longas filas. Muitos eleitores já foram até a urba com a "cola", o que acelerou o processo de votação.

Em entrevista ao MOSSORÓ HOJE, Cabo Wellington, Comandante da Guarnição de Tibau, informou que a votação ocorre de forma tranquila, sem eventualidades.

Muitos eleitores, no entanto, estavam um pouco perdidos, pois o município foi afetado pelo rezoneamento. Algumas pessoas mudaram, inclusive, de colégio eleitoral. Para evitar qualquer problema, o eleitor pode consultar seu local de votação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e também através do aplicativo e-Título, que pode ser baixado no celular.



 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS