POLÍTICA

Mossoró ganha força na Assembleia Legislativa com campanhas "pé no chão" e livres de oligarquias

Foto: Assessoria
08 Out
19:07 2018
A+   a-
Da redação
POR VALÉRIA LIMA

Segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte, o município de Mossoró finalmente ganha maior representatividade no cenário político potiguar. E mais que isso: finalmente à Capital do Oeste tem representantes eleitos não por oligarquias e sim por pessoas que apostaram em projetos sólidos, campanhas "pé não chão" e olho no olho.

A partir de 2019, Mossoró ocupa, de fato, duas cadeiras na Assembleia Legislativa. O jovem estudante e servidor público da Ufersa, Allyson Bezerra, do Solidariedade, e a vereadora Isolda Dantas, do PT, integrarão à bancada estadual.

Ambos com histórias semelhantes: de luta, campanha com imensa participação popular, e nomes limpos, livres de qualquer ligação com as velhas raposas que dominam à política. Apostas do povo potiguar que têm tudo para dar certo.

Com a confirmação dos dois nomes na Casa Legislativa no próximo ano, a festa foi bonita. Pelas ruas no Planalto Treze de Maio, Allyson saiu de casa em casa abraçando e agradecendo amigos e vizinhos, que logo se juntaram em uma carreata. "Diga a Allyson que a gente está esperando ele aqui", disse uma mulher na esquina à espera do mais novo deputado estadual. Um dos mais jovens que o Rio Grande do Norte já teve.

No meio da rua e rodeado de amigos, Allyson, visivelmente emocionado, discursou numa esquina pouco iluminada: "Comecei aqui no dia 16 de agosto de 2018, comecei aqui caminhando com bem pouquinha gente, nesse bairro, sem material, pé no chão, e volto aqui agora para agradecer ao povo da minha cidade que me deu essa grande vitória, não foi dinheiro, que vocês sabem, não foi estrutura, não foi poder, não foi nenhum político, mas foi o povo da minha cidade e do meu estado", disse o jovem eleito com 20.228 votos.

No Comitê da campanha, Isolda e militância comemoravam a grande vitória. Ao som de "Isolda é estadual", a vereadora e deputada eleita com 32.963 votos era abraçada por eleitores e eleitores. Atuante na Câmara Municipal, Isolda tem como principal bandeira à defesa dos direitos das mulheres e do movimento LGBT.

Ao eleitor mais otimista, ficou um gosto de "quero mais". Nomes importantes e representativos como o empresário Jorge do Rosário, do PR, também poderia ter entrado na cota de renovação do legislativo potiguar. Vai ter que ficar para a próxima.

Enquanto isso, do outro lado, o grupo de Rosalba Ciarlini, prefeita de Mossoró e ex-governadora, amarga dois tombos. Não conseguiu reeleger o deputado federal Beto Rosado, do PP, nem a deputada estadual Larissa Rosado, do PSDB.

Em linhas gerais, apesar do retorno e permanência de meia dúzia de oligarcas no poder, às eleições 2018 mostraram que o povo norte-rio-grandense está "acordando". Antes tarde do que nunca.

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS