12 DEZ 2018 | ATUALIZADO 23:35
MOSSORÓ

Legislativo oficializa marco zero na Praça Vigário Antônio Joaquim, no Centro de Mossoró

Francisco Carlos acrescenta que, com a sanção da lei pelo Executivo, será afixada placa na praça, com os dizeres “Aqui, ao redor desta Praça, nasceu a cidade de Mossoró”
Da redação
10/10/2018 11:55
Atualizado
12/12/2018 03:24
A+   A-  
Legislativo oficializa marco zero na Praça Vigário Antônio Joaquim, no Centro de Mossoró
Valéria Lima/MH
O plenário da Câmara Municipal de Mossoró aprovou nesta terça-feira (9), por unanimidade, a instituição do marco zero de Mossoró na Praça Vigário Antônio Joaquim, Centro, conforme o Projeto de Lei nº 137/18, de autoria do vereador Professor Francisco Carlos (PP).

O parlamentar explica que o marco zero será referência oficial, física e simbólica do local onde surgiu a cidade, já que todos os registros históricos apontam que Mossoró nasceu a partir da capela de Santa Luzia, largueada pela Praça Vigário Antônio Joaquim.

“Na realidade, até existe uma placa, na calçada da catedral, colocada por instituições culturais, mas que não é oficial, e o local onde se encontra é de difícil visualização, portanto, desconhecida até mesmo pelos habitantes da cidade”, observa o vereador.

Francisco Carlos acrescenta que, com a sanção da lei pelo Executivo, será afixada placa na praça, com os dizeres “Aqui, ao redor desta Praça, nasceu a cidade de Mossoró”, que será inaugurada com a reforma do espaço, prevista para dezembro.

O parlamentar registra que a ideia surgiu em debates da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, que preside na Câmara, por sugestão do historiador Geraldo Maia. “Mossoroenses e visitantes precisam conhecer esse fato histórico”, frisa.


Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário