29 JUN 2022 | ATUALIZADO 08:59
ESTADO
24/05/2022 16:26
Atualizado
24/05/2022 16:26

População será treinada para eventual emergência durante obras no açude de Lucrécia

O Governo do Estado deu início às obras de recuperação da barragem do município de Lucrécia. Paralelamente às obras de recuperação da barragem, está em curso desde o ano passado um Plano de Ação de Emergência (PAE) no munícipio, que irá treinar os moradores de Lucrécia para lidar com situações de emergência, estão sendo instaladas placas de sinalização que vão informar aos moradores sobre medidas de segurança. A barragem de Lucrécia tem quase 90 anos e é de responsabilidade do Governo do Estado. Atualmente o reservatório opera em torno de 30% de sua capacidade, percentual necessário para garantir a segurança do manancial e da população.

As obras de recuperação da barragem de Lucrécia acabaram de começar. O Governo do Estado, por meio do Projeto Governo Cidadão e Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), vai reestruturar os dois barramentos e resolver de maneira definitiva a instabilidade encontrada pelos especialistas do Painel de Segurança de Barragens em 2019. Os investimentos somam R$ 13 milhões, com recursos oriundos do empréstimo junto ao Banco Mundial, e a empresa tem seis meses para concluir a obra.

Nesta sexta-feira (20), o Consórcio EIT/Encalso, contratado pelo Governo para fazer a reestruturação, concretizou uma etapa importante do processo: a abertura de um canal no sangradouro, necessário para garantir a segurança do reservatório e da população durante a recuperação das paredes. A área foi isolada durante todo o processo de abertura, os moradores mais próximos retirados momentaneamente do local, e diversas ações de comunicação foram realizadas nos dias que antecederam a intervenção para informar a população.

Paralelamente às obras de recuperação da barragem, está em curso desde o ano passado um Plano de Ação de Emergência (PAE) no munícipio, obrigatório pela Política Nacional de Segurança de Barragens e executado pela Semarh, Projeto Governo Cidadão, Coordenadoria de Defesa Civil Estadual em parceria com a Prefeitura de Lucrécia. Ao mesmo tempo que a obra acontece, estão sendo instaladas placas de sinalização que vão informar aos moradores sobre medidas de segurança.

“Desde o ano passado o Governo do Estado vem trabalhando de maneira integrada no PAE da barragem de Lucrécia, e agora chegamos a uma das etapas mais importantes, que é a obra de recuperação. A gestão está empenhada em fiscalizar o cumprimento do cronograma por parte das empresas, e graças ao esforço e sensibilidade do Governo, esse problema antigo será resolvido, levando segurança e tranquilidade à população local e da região”, destacou o secretário de Infraestrutura e coordenador do Projeto Governo Cidadão, Gustavo Coelho.

O coordenador do PAE e de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos da Semarh, Helder Araújo, ressaltou que após a instalação das placas de sinalização e, posteriormente, de sonorização, os moradores de Lucrécia serão treinados para lidar com situações de emergência. “Mas é importante destacar que se trata de um trabalho preventivo, a população não precisa se assustar. A barragem não corre risco atualmente e não correrá quando a obra for concluída, mas as ações do PAE precisam ser cumpridas para nos adequarmos à legislação vigente”, disse.

Saiba mais

A barragem de Lucrécia tem quase 90 anos e é de responsabilidade do Governo do Estado. Para se adequar à Política Nacional de Segurança de Barragens e atender as recomendações dos consultores do Painel de Segurança contratados pelo Governo, a gestão está tomando uma série de medidas preventivas, entre elas a execução de um Plano de Ação de Emergência (PAE). Após visita dos especialistas em 2019, foi detectado um indicativo de instabilidade nos dois barramentos e recomendada a realização de obras complementares, que acabaram de começar e devem ser concluídas em seis meses.

Atualmente o reservatório opera em torno de 30% de sua capacidade, percentual necessário para garantir a segurança do manancial e da população. O Igarn está monitorando a barragem e fez a instalação de piezômetros, equipamentos capazes de medir e avaliar a infiltração da água nos dois barramentos. Também está sendo monitorado o volume de água armazenado, as precipitações pluviométricas e comportamento da estrutura dos maciços.

Sobre o PAE

Desde o ano passado que o Governo do Estado atua de maneira integrada para implantar o PAE em Lucrécia. Além de reuniões e rodas de conversas para informar à população sobre a situação da barragem e importância do PAE, foram realizadas diversas ações educativas de conscientização e de comunicação social, como seminários de orientação, cadastramento de mais de 300 famílias que moram no entorno da barragem, campanhas de comunicação e criação e divulgação de canais para responder questionamentos.

Notas

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário