MOSSORÓ

Prefeitura culpa caminhoneiros por atraso na montagem do "Chuva de Bala" e "Cidadela"

07 Jun
15:43 2018
A+   a-
Da redação
Não muito diferente do que aconteceu em 2017, as empresas responsáveis pela montagem das estruturas do Mossoró Cidade Junina 2018 novamente não conseguiram entregar tudo a tempo da data prevista.

O tradicional espetáculo "Chuva de Bala no País de Mossoró", que conta a história de resistência do povo de Mossoró ao bando de Lampião, estava previsto para estrear na noite desta quinta-feira, 7, mas foi adiada para amanhã, dia 8.

Já o "Cidadela", estrutura que recorda a cidade de Mossoró na época de 1920, só terá o início das atividades no próximo domingo, 10.

Em nota divulgada no site institucional, a Prefeitura de Mossoró culpou a greve dos caminhoneiros pelo atraso na montagem adas estruturas.

No texto, a Prefeitura cita ainda que a "greve dos caminhoneiros comprometeu também eventos juninos pelo país, a exemplo da cidade de Campina Grande, que adiou o início da programação em uma semana". 

"Mesmo com as dificuldades enfrentadas em todo o Brasil, a Prefeitura manteve o início da programação com o Pingo da Mei Dia, abertura oficial do São João de Mossoró, no último dia 02. O evento reuniu mais de 100 mil pessoas, com recorde de público, além de ter sido o mais seguro e maior de todas as edições", relata a nota.

Nesta quinta-feira, 7, a banda Aviões do Forró, comandada pelo cantor Xandy Avião abre os shows na Estação das Artes Eliseu Ventania. Conforme reportagem do MOSSORÓ HOJE, o cachê da banda custará aos cofres públicos municipais R$ 330 mil, mais de R$ 102 mil a mais do que ano passado e R$ 110 mil a mais do que o cantor cobrou para tocar no São João de Assu, no próximo dia 13.














 

MAIS NOTÍCIAS


COMENTÁRIOS